Saúde

Coronavírus: aprenda a higienizar o seu carro e reduzir as chances de contágio

Publicados

em


source

Minha Saúde

Muitas cidades brasileiras já iniciaram o  processo de reabertura gradual das atividades econômicas. Isso significa mais gente na rua, no transporte público e em diversos ambientes. Para reduzir o risco de aglomeração, a tendência é de que quem tem um veículo próprio passe a utilizá-lo, para evitar o transporte público. Mas, mesmo assim, para evitar contaminações, é preciso higienizar o carro corretamente.

Aliás, isso vale não apenas para profissionais que utilizam o veículo para deslocamento entre sua residência ou trabalho, mas especialmente para quem depende dele para executar suas atividades, como quem precisa fazer entregas de mercadorias ou transportar outras pessoas, entre outros.

Leia mais: 

Muitas pessoas não se dão conta, mas, mesmo dentro do veículo, alguns cuidados são necessários. Por exemplo, quem trabalha com entregas e acabou de ter contato com o cliente que recebeu a mercadoria e efetuou o pagamento, precisa ter cuidados redobrados ao higienizar os locais em que colocou as mãos.


Confira as dicas para higienizar o carro com segurança

Se a necessidade de sair de casa for imprescindível, seja para deslocamento até o trabalho ou para algum compromisso, seja para comprar alimentos ou outros produtos para casa, é essencial observar alguns cuidados:

  • evite dar ou receber carona, pois existem muitas pessoas assintomáticas, que podem transmitir o vírus sem manifestar nenhum sintoma da Covid-19;
  • ao entrar no carro, primeiro limpe as mãos, a maçaneta interna da porta, o volante e o câmbio;
  • se precisar deixar o carro com um manobrista, vale a mesma orientação. Antes de iniciar a viagem, higienize o volante, painel, manopla de câmbio, maçanetas internas e externas, além dos assentos.

Além disso, Dino Lameira, especialista da PROTESTE, recomenda que o consumidor esvazie a lixeira do veículo todos os dias. “É importante jogar fora principalmente lenços de papéis com secreções de olhos, boca e nariz, e não esquecer de passar álcool em gel nas mãos depois do procedimento”, orientou.

Vale destacar que o uso de álcool em gel 70º , apesar de eficaz no combate ao novo coronavírus, pode danificar as peças do carro, de acordo informe divulgado pela empresa Hyundai. Assim, é indicado utilizar água e sabão neutro, misturados em um borrifador pequeno, para umedecer todo o painel do veículo. Em seguida, com um pano macio de microfibra, esfregue todas as áreas, pois o vírus também não resiste ao atrito com o tecido.

Da mesma forma, não use alvejante ou água oxigenada no interior do carro, principalmente no estofamento. Além disso, evite produtos de limpeza à base de amônia nas telas e painéis, pois eles podem comprometer o funcionamento dos aparelhos

No entanto, a empresa destaca que o álcool líquido 70º, e não em gel, é indicado para as partes duras do carro, pois não danifica as peças. Assim, o produto pode ser eficiente para alavancas e botões de comando do painel.

Importante ter cuidado com as mãos e evitar tocar o rosto. Afinal, suas roupas, bolsa ou outras partes do corpo podem estar infectados pelo ambiente externo. Outro cuidado diz respeito ao uso de ar-condicionado. Se houver outras pessoas utilizando o veículo, a melhor alternativa é manter os vidros abertos e garantir a circulação do ar.

Uma dica para eliminar os microrganismos que ficam no duto do ar-condicionado é, ao chegar em casa, ligar o ar quente na potência máxima. No entanto, Dino lembra que é recomendada a limpeza do ar-condicionado em loja especializada a cada seis meses, já que a proliferação de microorganismos ocorre no filtro de ar, se ele estiver sujo.

Quer ficar por dentro de todos os cuidados de higiene para minimizar o risco da Covid-19? Confira as informações em nosso especial coronavírus !

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Para ajudar na criação de vacina, pessoas se oferecem para infecção com Covid-19
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos

Casagrande pinta o elefante branco de Cachoeiro com as cores da vida

Publicados

em

A briga cega nas redes sociais não tem sequer permitido que pessoas de bem silenciem por instantes agressões gratuitas contra adversários para aplaudir ações benéficas para toda a sociedade.

Enquanto gabinetes que orquestram e semeiam o ódio, tanto de direita quanto de esquerda, tentam entrar na mente do eleitor para denegrir concorrentes e obter ganhos políticos, a vida segue carecendo de ser mais bem cuidada.

Faltaram mãos respeitosas para aplaudir a abertura de 60 leitos no hospital do Aquidabãn nesta segunda-feira, dia 29 de junho. Pior: faltaram olhos sensíveis para enxergar que o dia passou a ser histórico para Cachoeiro.

O governador Renato Casagrande, cuja atuação política tem sido tão combatida principalmente por grupos de extrema direita ligados ao presidente Bolsonaro, tirou do papel uma obra que se arrastava por 16 anos, ou há quase duas décadas. Uma obra que vai salvar pessoas.

Pálido, sem utilidade, e sem funcionar, o local recebeu do então deputado federal Camilo Cola o epíteto irônico de elefante branco. E era mesmo. Até 29 de junho de 2020. Não é mais. A cidade ganhou um novo hospital, mas muita gente cega pelo ódio político não conseguiu ver essa maravilha.

Leia Também:  Brasil ultrapassa 900 mil casos e 44,6 mil mortes por Covid-19, diz consórcio

Lá não há paredes vermelhas dos comunistas, e nem verdes e amarelas dos bolsonaristas. Casagrande pintou com as cores da vida um elefante que era branco até então.

Não tenho dúvidas que sob as bênçãos de São Pedro, com o comando competente das pessoas de bem do Hospital Infantil de Cachoeiro, e com o apoio financeiro do Governo do Estado, o Hospital do Aquidabãn será um local abençoado e com o firme propósito de salvar pessoas.

Sejam elas da esquerda ou da direita.

*************************************************

“Aquele era o tempo em que as sombras se abriam / Em que homens negavam o que outros erguiam” – Pedro Abrunhosa (Quem me leva os meus fantasmas)

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA