Economia

Contran estipula novos prazos para licenciamento de carros novos

Publicados

em


source

Brasil Econômico

Trânsito
Luiz Guarnieri/Futura Press

Renovação da CNH será remarcada de acordo com mês de validade

Quem comprou carro entre 19 de fevereiro e 30 de novembro de 2020 pode fazer o registro e o licenciamento do novo veículo até o dia 31 de janeiro de 2021. A resolução que interrompia prazos de processos do Sistema Nacional de Trânsito (SNT) por causa da pandemia foi revogada na semana passada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Os novos prazos começam a valer a partir do 1º dia de dezembro

“A Resolução nº 782, de 2020, trouxe medidas para mitigar os impactos decorrentes da pandemia do novo coronavírus. A publicação foi necessária, visto que os órgãos de trânsito estavam com suas atividades paralisadas e, portanto, inviabilizados de cumprir os prazos estabelecidos no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Procuramos estabelecer regras que permitam a retomada dos serviços e prazos de modo a causar o menor transtorno ao cidadão, adequando à capacidade de atendimento por parte dos órgãos de trânsito”, explica Frederico Carneiro, presidente do Contran e diretor-geral do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Leia Também:  Brasil ignora cúpula em que China oferece R$ 1 bilhão em crédito para vacina

Quanto ao licenciamento anual, o Contran determinou que órgãos e entidades de trânsito poderão estabelecer prazos para a renovação de acordo com o algarismo final da placa. O órgão deverá informar o Denatran até 31 de dezembro de 2020, caso pretenda estabelecer um novo calendário. Assim, o Denatran divulgará os novos calendários para o Brasil todo.

No Rio de Janeiro, o Detran-RJ aumentou o prazo para proprietários de veículos retirarem o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) em 2020. Com a alteração, o vencimento, para todas as placas (0 a 9), passou para o dia 30 de novembro.

CNH

O restabelecimento dos prazos para renovação da CNH ocorrerá a partir de 1º de janeiro de 2021. Esse processo envolve todos os condutores que tiveram habilitação vencida em 2020.

O processo seguirá os meses de validade das carteiras . Dessa forma, os documentos com data de validade de janeiro de 2020 poderão renovar até 31 de janeiro de 2021; o vencidos em fevereiro de 2020, poderão ser renovação poderão ser renovados até 28 de fevereiro de 2021; e assim por diante, até 31 de dezembro de 2021 para as habilitações com validade em dezembro de 2020.

Leia Também:  Candidato à presidência do Senado defende "sacrificar premissas econômicas"

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Brasil ignora cúpula em que China oferece R$ 1 bilhão em crédito para vacina

Publicados

em


source

Brasil Econômico

Brasil ignora cúpula em que China oferece R$ 1 bilhão em crédito para vacina
Rovena Rosa/Agência Brasil

Brasil ignora cúpula em que China oferece R$ 1 bilhão em crédito para vacina

O governo brasileiro faltou a um encontro entre chanceleres latino-americanos e a China, em julho do ano passado, em que foi discutido uma linha de crédito de R$ 1 bilhão para países latino-americanos tivessem acesso aos imunizantes. A informação é do jornalista Jamil Chade, do portal Uol.

Naquele momento, segundo o jornalista, a ausência do Brasil causou incômodo no meio científico. No Instituto Butantan, a opção do país foi alvo de críticas. Segundo a coluna, ainda, o governo chinês recebeu a notícia como uma falta de interesse do Brasil no acesso aos imunizantes.

A reunião contou com os chanceleres da Argentina, Colômbia, Peru, Chile, Uruguai, Barbados, Costa Rica, Cuba, República Dominicana, Equador, Panamá e Trinidad e Tobago.

O governo do Equador confirmou que na época o encontro serviu para que Pequim acenasse com dinheiro para vacinas.

“China expressou seu desejo de contribuir de maneira direta com os países da América Latina, para os quais informou que entregará US$ 1 bilhão em créditos que irão ao acesso de vacinas e medicamentos”, explicou o Ministério de Relações Exteriores de Quito.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA