Esporte

Conmebol divulga jogos da Copa América e libera trocas para mata-mata

Publicados

em


.

O Brasil começa a defender o título da Copa América no dia 13 de junho do ano que vem, em Medellin (Colômbia) contra a Venezuela. A tabela completa da competição foi divulgada nesta quinta-feira (13) pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). O torneio seria disputado entre junho e julho de 2020, mas foi adiado para 2021 devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

A seleção brasileira está no Grupo B, com sede na Colômbia. Além dos venezuelanos e dos anfitriões, também estão no caminho Peru, Equador e Catar, novamente convidado. O atual campeão asiático esteve na edição de 2019, no Brasil. Após a estreia, a equipe de Tite atuará duas vezes em Cali e duas em Barranquilla. Os quatro times mais bem colocados da chave avançam às quartas de final.

O Grupo A será disputado na Argentina. A seleção local, que abre a Copa América em 11 de junho de 2021 contra o Chile, em Buenos Aires, medirá forças contra Uruguai, Paraguai, Bolívia e Austrália. A nação da Oceania, que compete pelo continente asiático, também foi convidada pela Conmebol e disputará a Copa América pela primeira vez. Córdoba, La Plata, Mendoza e Santiago del Estero são as outras cidades que sediarão o torneio.

Leia Também:  Em casa, Campo Mourão confirma ascensão e derrota Assoeva na LNF

A entidade sul-americana definiu que as seleções poderão trocar até três jogadores da lista de convocados ao término da fase de grupos, além das substituições por lesão. A Colômbia receberá a disputa do terceiro lugar (Bogotá) e a decisão (Barranquilla). Para não precisar sair do país, o Brasil precisa terminar em primeiro ou segundo lugar na chave. Se ficar em terceiro ou quarto, fará as quartas de final e (caso se classifique) a semifinal na Argentina.

É a primeira vez que a Copa América será disputada em dois países. Entre 1975 e 1983, a competição ocorreu em jogos de ida e volta, na casa dos países envolvidos. Com 15 títulos, o Uruguai é o maior vencedor, seguido pela Argentina, com 14. O Brasil foi a nove troféus, com a conquista de 2019. Paraguai, Chile e Peru somam duas taças, enquanto Colômbia e Bolívia ganharam uma. Das seleções sul-americanas, somente Equador e Venezuela nunca venceram o torneio.

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Com três gols, Gláucia brilha pelo São Paulo no Brasileiro Feminino

Publicados

em


.

A protagonista da quarta-feira (23) na Série A1 (primeira divisão) do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino foi Gláucia. A centroavante balançou as redes três vezes na goleada do São Paulo sobre o Audax, por 4 a 0, em Cotia (SP), pela 10ª rodada. O resultado levou o Tricolor paulista ao sexto lugar, com 17 pontos, na zona de classificação à próxima fase. O time de Osasco (SP), estacionado nos quatro pontos, é o antepenúltimo.

O show de Gláucia começou aos nove minutos. A centroavante recebeu lançamento na marca do pênalti, matou no peito e bateu na saída da goleira. Aos 20, após cobrança de falta na área, a zagueira Thais Regina marcou de cabeça. Aos 38, Gláucia fez o segundo dela, de pênalti. No segundo tempo, logo aos quatro minutos, a camisa 9 completou o hat-trick com um golaço da intermediária, em que a bola bateu no travessão antes de entrar.

Rival tricolor, o Corinthians também se deu bem na rodada. Apesar de perder muitas chances, o Timão derrotou o Iranduba por 2 a 0 em Manaus e assumiu provisoriamente a liderança do Brasileiro, com 27 pontos, três a frente do Santos, que joga na quinta-feira (24). A atacante Giovana Crivelari abriu o placar aos 36 minutos da primeira etapa. A lateral Paulinha, no rebote da goleira, definiu a vitória alvinegra nos acréscimos da etapa final. Com a derrota, o Iranduba entrou na zona de rebaixamento, com nove pontos, na 13ª colocação.

Quem aproveitou o tropeço das amazonenses foi o Minas Brasília, que recebeu o São José no Gama (DF) e venceu por 3 a 2, de virada, saindo do Z-4. As meias Robinha e Katrine e a zagueira Kaká marcaram para as brasilienses, que foram a 11 pontos, ascendendo para a 12ª posição. A meia Sissi e a atacante Ariel fizeram os gols das joseenses, que desceram para o 10º lugar, com 13 pontos.

 
 
 

 
 
 
 
 

 
 

 
 
 

Três pontos importantes dentro de casa ?? Seja sócio torcedor acesse: www.minasbrasiliaff.com.br #RespeitaAsMinas #ACasaDaBase

Uma publicação compartilhada por MINAS BRASÍLIA FUTEBOL FEM (@minasbrasiliaff) em 23 de Set, 2020 às 2:37 PDT

No último jogo do dia, a Ferroviária superou o Cruzeiro por 1 a 0, em Belo Horizonte, e subiu para terceiro, com 19 pontos. Aos 32 minutos da etapa inicial, a bola da atacante Patrícia Sochor bateu no travessão e quicou dentro da meta, próxima à linha. A árbitra Andreza Helena Siqueira mandou seguir, mas assinalou gol em seguida após indicação da auxiliar Suellen das Graças Gonçalves Silva. Com a derrota, a Raposa caiu para o 11º lugar, com 13 pontos.

A 10ª rodada da Série A1 começou no domingo (20), com o triunfo do Flamengo sobre o Vitória, em Salvador, por 1 a 0. Na quinta, são mais três partidas, todas às 15h (horário de Brasília), sendo dois clássicos. Em Gravataí (RS), tem Grêmio e Internacional. Já em São Paulo, o Palmeiras recebe o Santos no Allianz Parque, no primeiro jogo da história do time feminino do Verdão na arena. Por fim, em Campinas (SP), o Avaí/Kindermann visita a Ponte Preta.

Leia Também:  Athletico-PR derrota Colo-Colo pela Libertadores

Confira a classificação da Série A1 do Brasileiro Feminino.

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA