Economia

Concursos do INSS e Receita Feral: o que se sabe sobre os certames?

Publicado em

Receita Federal confirma concurso com 699 vagas e salários de até R$ 21 mil
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Receita Federal confirma concurso com 699 vagas e salários de até R$ 21 mil

O Ministério da Economia autorizou a realização de  concursos para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e para a Receita Federal . Além disso, o Senado federal também está com certame aberto, elevando as expectativas de quem procura emprego no funcionalismo. Juntos, os três somam 1.718 vagas.

O INSS oferece mil vagas para o cargo de técnico do seguro social, que exige nível médio, e a Receita Federal terá 699 vagas, sendo 469 para analista tributário e 230 para auditor fiscal, ambos postos que exigem nível superior.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

A remuneração inicial para o cargo de técnico do INSS é prevista em R$ 5.447. O de analista da Receita, em R$ 11.684. Já a seleção para o cargo de auditor fiscal, com remuneração inicial estimada em R$ 11.684. 

Leia Também:  Caixa paga última parcela do Auxílio Brasil nesta quinta; confira

A realização de concurso é uma reivindicação antiga dos servidores, que, no caso do INSS, entraram em greve neste ano por falta de pessoal. No Senado, o último concurso público foi realizado há mais de dez anos, em 2011. O INSS não tem seleção de funcionários desde 2015, e a Receita Federal, desde 2014.

O INSS tem um prazo de seis meses, a contar a partir de junho, para publicar o edital de abertura do processo seletivo. O mesmo vale para a Receita. O Senado editou em 7 de abril um ato autorizando a realização do concurso. 

O que se sabe até então:


INSS

  • Total de vagas: 1.000
  • Nível: intermediário
  • Cargo: técnico do seguro social
  • Faixa de salário: de R$ 4.728,79 (inicial) a R$ 9.099,25 (topo da carreira)

Receita Federal

  • Total de vagas: 699
  • Nível: superior
  • Cargos: auditor fiscal (230 vagas) e analista tributário (469 vagas)
  • Faixas de salário: auditor fiscal –de R$ 21.029,09 (inicial) a R$ 30.303,62 (topo da carreira); analista tributário –de R$ 11.684,39 (inicial) a R$ 18.076,05 (topo da carreira)
Leia Também:  Em março, fila do INSS recua para 1,6 milhão de pessoas

Senado Federal

  • Total de vagas: 19 (também haverá formação de cadastro de reserva)
  • Nível: superior
  • Cargos: advogado (1 vaga); consultor legislativo (1 vaga para Assessoramento em Orçamentos e 1 vaga em Assessoramento Legislativo); analista legislativo (10 vagas, distribuídas nas especialidades Administração, Arquivologia, Assistência Social, Contabilidade, Enfermagem, Informática Legislativa, Processo Legislativo, Registro e Redação Parlamentar, Engenharia do Trabalho e Engenharia Eletrônica); técnico legislativo (6 vagas para Policial Legislativo)
  • Faixas de salário: advogado e consultor legislativo –de R$ 33.461,68 (inicial) a R$ 35.114,14 (topo da carreira); analista legislativo –de R$ 25.897,76 (inicial) a R$ 29.351,82 (topo da carreira); técnico legislativo –de R$ 19.427,79 (inicial) a R$ 23.260,88 (topo da carreira)

Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Economia

E-commerce cresce e movimenta R$ 163 milhões no Dia dos Pais

Published

on

E-commerce cresceu no feriado dos Dias dos Pais
Creative Commons/Pixabay

E-commerce cresceu no feriado dos Dias dos Pais

Os dados levantados pela Nuvemshop, plataforma de e-commerce latina, mostra que pequenas e médias empresas faturaram R$ 163 milhões com as vendas online no Dia dos Pais deste ano, 21% a mais comparado ao mesmo período do ano passado. Além do aumento do lucro, foi registrado um crescimento de 11% nas vendas digitais. 

Os segmentos de moda, acessórios e saúde e beleza foram os mais bem sucedidos durante o período. Em específico, a seção de acessórios ganhou destaque, com crescimento de 54% em relação a 2021, subindo para a segunda posição no ranking.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Foram constatados aproximadamente 653 mil pedidos realizados durante as três semanas analisadas, com preço médio de R$ 250, elevação de 11% em relação ao número de pedidos e 10% de alta no valor médio em cada compra online em relação ao ano anterior. 

Leia Também:  Jeff Bezos perde US$ 13 bilhões em poucas horas após queda da Amazon

Os lojistas do estado de São Paulo foram os que mais faturaram com o feriado, ficando na casa dos R$ 77 milhões. Os estados de Minas Gerais, com R$ 19 milhões, e o Rio de Janeiro, com R$ 14,6 milhões, emplacam, respectivamente, segundo e terceiro lugares. Ceará registrou R$ 9 milhões e Santa Catarina R$ 8,3 milhões. 

Luiz Natal, gerente de Desenvolvimento de Plataforma da Nuvemshop, explica como feriados específicos afetam positivamente o mercado: “As datas comemorativas aquecem o varejo e os lojistas têm a oportunidade de aumentar o faturamento via e-commerce ano após ano, uma vez que os consumidores estão cada vez mais adaptados a comprar digitalmente. O Dia dos Pais é uma das datas mais importantes para os lojistas online.” 

A pesquisa utilizou dados que constam as vendas realizadas na semana do Dia dos Pais e as duas anteriores de 2021 e 2022.

Leia Também:  Com vetos, Bolsonaro sanciona regras para remarcar eventos

Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA