Cidades

Concessionária desmente boato de racionamento em Cachoeiro

Publicado em

O alerta e o nível do Rio Itapemirim, que corta toda a cidade, cada vez mais baixos, foram suficientes para deixar dezenas de pessoas preocupadas

Por | 00.00.

 

Boatos divulgados em redes sociais de que o abastecimento de água em Cachoeiro de Itapemirim seria racionado por conta da seca deixaram a população preocupada. A informação foi desmentida pela concessionária que abastece a cidade, que reafirmou que não há previsão de falta de água na cidade.

A mensagem em forma de áudio diz que os moradores devem guardar água, pois haveria paralisação em alguns dias na cidade. O alerta e o nível do Rio Itapemirim, que corta toda a cidade, cada vez mais baixos, foram suficientes para deixar dezenas de pessoas preocupadas. Por conta do boato, a dona de uma empresa que vende bombonas na cidade, conta que vendeu várias nesta quarta-feira (14). Três, somente para uma pessoa.

Foto: Reprodução/TV Gazeta Sul
Leia Também:  Obras na avenida Jones dos Santos Neves, em Cachoeiro, em fase avançada

Concessionária que abastece a cidade desmentiu boato de racionamento em Cachoeiro

Mas, em nota, a concessionária Odebrecht Ambiental informou que o abastecimento de água se mantém normal, sem qualquer previsão de falta de água ou interrupção no abastecimento na cidade nos próximos dias. A concessionária realiza acompanhamento diário da vazão do Rio Itapemirim e os números continuam indicando, embora a crise hídrica que atravessamos, que até o momento não há necessidade de racionamento em Cachoeiro de Itapemirim.

Segundo a Odebrecht Ambiental, caso esse acompanhamento venha a indicar, no futuro, a necessidade de racionamento, a empresa informará à população com a devida antecedência.

A vazão do Rio Itapemirim neste ano, segundo a concessionária, tem sido menor que a de 2015. Para se ter uma dimensão da situação, em agosto de 2015, a média da vazão do rio foi de 15.700 litros por segundo, enquanto em agosto deste ano foi de somente 7 mil litros por segundo.

A concessionária ressaltou ainda que a situação do Rio Itapemirim é de fato preocupantee orientou a população evitar desperdícios. Segundo a prefeitura de Cachoeiro, o desperdício na cidade é considerado baixo (13%) na comparação com a média nacional (37%).

Leia Também:  Marco do saneamento e Tribunal de Contas exigem cobrança de taxa do lixo, explica Prefeitura de Cachoeiro

 

fonte http://www.gazetaonline.com.br/

 

 

COMENTE ABAIXO:

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cidades

Prefeito de Cachoeiro assina contrato para realização de concurso público com mais de 400 vagas

Published

on

O prefeito Victor Coelho assinou, nesta quinta-feira (18), em Brasília, o contrato com o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção (Cebraspe) para organização e realização de concurso público da Prefeitura de Cachoeiro.

O certame terá mais de 400 vagas para cargos do nível fundamental ao ensino superior, distribuídas em diversas áreas de atuação, além de cadastro de reserva. Os salários iniciais vão de R$ 1.241,16 a R$ 11.894,45.

De acordo com a Secretaria Municipal de Administração, as datas para publicação do edital e aplicação das provas ainda serão definidas pela banca e comissão do concurso.

O último concurso para cargos do quadro geral da Prefeitura de Cachoeiro foi realizado em 2007. O novo certame estava sendo preparado para 2020, mas precisou ser suspenso por força do cenário pandêmico e vedações da Lei Complementar 173/2020 (Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus).

“É um concurso muito aguardado no nosso município. Tivemos de adiar há dois anos, por causa da pandemia, mas, agora, estamos retomando esse projeto de governo, que gerará muitas vagas de trabalho no nosso município e fortalecerá os serviços municipais”, afirma Victor Coelho.

Leia Também:  R$ 7,9 milhões em obras para 4 bairros de Cachoeiro

O Cebraspe é uma associação civil sem fins lucrativos, que figura entre as maiores instituições brasileiras especializadas na realização de concursos públicos. A contratação foi realizada com respaldo no inciso XIII, do artigo 24, da Lei nº 8.666/93 (Lei de Licitações).

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA