Agronegócio

Com novos produtos, o Grupo Aarão do Brasil é presença garantida na Exposul Rural

Publicado em

Suplementação Animal

A empresa está em São Joaquim, distrito industrial de Cachoeiro de Itapemirim, e tem crescido junto com o mercado de suplementação animal

Por Ilauro Oliveira | 10.04.2019

Outra empresa cachoeirense terá presença garantida na Exposul Rural 2019, a partir desta quarta-feira (10). A Aarão do Brasil chega ao evento com seus produtos mais que conhecidos quando o assunto é suplementação de uso veterinário.

São aditivos, promotores de crescimentos e melhoradores da produção animal, destinados a pets, suínos e aves de produção, além de uma linha exclusiva para pássaros.

Fundado em 1992, por Ricardo Coelho Aarão, o Grupo Aarão do Brasil está localizado em São Joaquim, distrito industrial de Cachoeiro de Itapemirim, e tem crescido junto com o mercado de suplementação animal, como explica o próprio empresário.

“O ramo de suplementação animal tem crescido no país e o Grupo Aarão, com mais de 20 anos no mercado, sabe a importância de manter a qualidade no seu rigoroso processo de fabricação. A indústria possui profissionais capacitados e tecnologia de precisão para garantir a excelência de seus produtos, de acordo com as exigências do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento)”, diz Ricardo.

Leia Também:  Presidente da CNA se reúne com Comissões Nacionais

Presença constante em torneios de passarinheiros, a Aarão do Brasil faz questão de dizer que” o diferencial é que falamos a mesma língua, fazemos parte de uma nação que preserva os pássaros, a Nação Passarinheiros”.

Sustentabilidade e novidades para a Exposul

Para Ricardo Aarão, o conceito de sustentabilidade representa uma nova abordagem de se fazer negócios que reduzem o uso de recursos naturais e o impacto sobre o meio ambiente.

“Trabalhamos preservando a integridade do planeta para as futuras gerações. Reciclamos todo resíduo gerado em nossa fábrica e em nossos escritórios. Acreditamos que através de ações individuais, um grande passo está sendo dado em defesa do planeta Terra”, frisou.

Pela primeira vez na maior feira de agronegócio da região Sul, a Aarão do Brasil vai aproveitar a oportunidade para interagir diretamente com o produtor rural, e apresentar toda a sua linha de produtos, com um atendimento personalizado.

“Vamos buscar novas parcerias também com indústrias fabricantes de rações, oferecendo melhores premix para gado leiteiro e de corte, suínos e aves de produção”, explica Ricardo.

Leia Também:  Senar Goiás oferece 100 vagas gratuitas para o curso de viola caipira

Entre os destaques para a Exposul Rural 2019, estão o Peso Bruto Ouro, Pré Milk Ouro, Rumervim, ADE, G-tróx Suíno, R-trill Suíno, G-tróx Aves de Produção e R-trill Aves de Produção

 

 

 

COMENTE ABAIXO:

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agronegócio

Rendimentos de trigo produzidos na Ucrânia podem ser reduzidos, enquanto os de milho podem aumentar

Published

on

A unidade de pesquisa agrícola SovEcon da Rússia reduziu seu rendimento de grãos ucraniano em 2022 em 1,4 milhão de toneladas, para 20,7 milhões de toneladas. Na temporada de 2021, o valor total registrado foi de 32,2 milhões de toneladas.

Em termos de safra de milho do país, a consultoria aumentou sua previsão em 1,1 milhão de toneladas, para 28,1 milhões de toneladas ante 42,1 milhões de toneladas até 2021.

De acordo com Andrey Sizov, analista do mercado de trigo da região do Mar Negro e diretor da SovEcon, em um relatório enviado aos clientes, os rendimentos do trigo são baixos nas áreas devastadas pela guerra. Soma-se a isso o baixo rendimento de grãos devido à falta de chuvas. “Grande parte das áreas semeadas recebeu apenas 60% e 80% da precipitação normal durante os últimos meses”, disse.

Odessa, uma cidade costeira da Ucrânia na costa do Mar Negro, recebeu menos de 50% das chuvas. “A produtividade atual de cevada de inverno na região, com queda de 50% em relação à temporada anterior, indica que a produção de trigo também provavelmente será baixa”, disse ele.

Leia Também:  Associação de produtores rurais busca parceria com SENAR - AC

Por outro lado, a produtividade média do milho aumentou para 6,10 toneladas/hectare de 5,86 toneladas/hectare, e a disponibilidade de insumos agrícolas superou as expectativas.

As condições climáticas são um tanto quanto desfavoráveis devido a ausência de chuvas, lembrou Sizov.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estima que a safra de trigo da Ucrânia seja de 21,5 milhões de toneladas e a de milho seja de 25,0 milhões de toneladas.

Fonte: Agroplus.tv

Fonte: AgroPlus

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA