Política

Com candidatura ignorada pelo partido, Magno Malta ataca o PT

Publicados

em

Sem chances de disputar a Presidência da República, o senador declarou que com Dilma não vai mais

Por | 25.06.2014

 

 

Ilauro Oliveira, com informações de assessoria

 

Ao ver o sonho de disputar a Presidência da República ir por água abaixo, o senador Magno Malta (PR) considera-se uma vítima de manobra orquestrada pelo seu próprio partido que visa “cozinhar o galo” até o último minuto do prazo legal para anunciar que continuará na base de apoio do Partido dos Trabalhadores. Indignado, disparou: “Com Dilma não vou mais”.

Durante a Convenção Nacional do Partido da República, em Brasília, no último domingo, e ainda como pré-candidato à Presidência da República, ele fez duras criticas ao governo petista.

 

“Eles não querem rodízio, resolveram perpetuar no poder. Vou viajar o Brasil para mostrar quem é o PT, que tem compromisso com a morte e o meu trabalho é pela valorização da vida. Sou contra a legalização da maconha, contra o aborto, quero acabar com a impunidade com a redução da maioridade penal e reduzir a violência urbana, mas o Governo Federal é contra e defende tudo isso que combatemos”. Desabafou Magno Malta, bastante aplaudido.

Leia Também:  Saúde mental em debate na Assembleia

 

“Elegemos a bolsa família três vezes e agora chega. Será que entramos em um túnel sem saída”? Perguntou Magno Malta para o alto comando dos republicanos, que em votação decidiu homologar pela executiva nacional o destino do PR no último dia de registro de chapa.

Caminho do senador pode ser o Governo do Estado

 

Após massacrante derrota dentro do próprio partido, o senador deve decidir ainda esta semana se disputa o Governo do Estado. Magno, que tem aparecido bem nas pesquisas eleitorais, pretende abrir espaços para que o delegado Fabiano Contarato (PR) seja candidato a senador. E caso isso não se concretize em uma aliança eleitoral, pode não lhe sobrar outro caminho senão colocar seu nome para governador.

 

No caso de uma coligação, o caminho mais provável pode ser a aproximação com o PSB, do governador Renato Casagrande. Porém, o entrave estaria na possibilidade de a vaga ao Senado ser dada para Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB), que tem conversas bem adiantadas com os socialistas. O nó deve ser desatado até o próximo domingo.

 

Leia Também:  Saúde bucal é tema de comissão

 

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Saúde bucal é tema de comissão

Publicados

em


A Comissão de Saúde, comandada por Doutor Hércules (MDB), recebe o cirurgião dentista e consultor temático da Casa Edson Moreira Ferreira. Durante a reunião, na terça-feira (27), às 9 horas, o convidado vai fazer uma palestra com o tema Dia do Cirurgião Dentista e da Saúde Bucal.

No colegiado, os deputados também devem analisar o Projeto de Lei (PL) 204/2019, que tem como autor o emedebista. A proposta versa sobre o direito de pessoas com deficiência visual obterem as certidões de registro civil em braile. Estão englobadas pela iniciativa as certidões de nascimento, casamento e de óbito. O relator da proposta é o deputado Dr. Emílio Mameri (PSDB).

Agenda da Semana

Segunda-feira (26)
14 horas – Comissão Especial de Segurança Pública de Serra

Terça-feira (27)
9 horas – Comissão de Saúde
13 horas – Comissão de Justiça

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Saúde bucal é tema de comissão
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA