Esporte

Chapecoense vence de virada e abre dez pontos do vice-líder da Série B

Publicados

em


Se a saudade do torcedor estava grande, a partida desta sexta-feira (20), contra o Sampaio Corrêa, serviu para compensar os 10 dias sem jogo do Verdão. Na casa do adversário – vice-líder da Série B – a Chapecoense venceu por 3 a 1 e se isolou, ainda mais, na liderança da competição, abrindo dez pontos do segundo colocado. E o embate foi eletrizante,  com todos os elementos que uma grande partida exige: uma virada heroica e o brilho da estrela de Umberto Louzer, que colocou em campo, na etapa complementar, Alan Santos e Mike, que marcaram o segundo e o terceiro gol e fecharam a conta aberta pelo artilheiro Anselmo Ramon.

A partida: 

O início de partida foi favorável ao Sampaio Corrêa que, nos seus domínios, teve maior posse de bola e controle das ações do jogo. Com dificuldade para sair jogando e para encontrar espaços na defesa adversária, a Chape viu, aos 32, um pênalti ser anotado para o time maranhense, que converteu com Caio Dantas – artilheiro da Série B – e abriu o placar. O Verdão, no entanto, não se abateu ou intimidou, e ainda no primeiro tempo buscou a igualdade no marcador: aos 46, Busanello cruzou e Anselmo Ramon cabeceou no contrapé do goleiro, sem chance de defesa.

  Botafogo – SP supera jejum de 7 jogos sem ganhar, sai do rebaixamento e vence Oeste

Leia Também:  Atlético MG usa tempo livre para treinar visando próximo confronto

O gol no final da primeira etapa animou a equipe alviverde para o segundo tempo e, com apenas 16 minutos, o Verdão assumiu a vantagem no duelo. E o gol da virada foi com a marca da superação: Alan Santos – que havia acabado de entrar em campo e fazia o seu segundo jogo após nove meses afastado dos gramados por conta de lesão – apareceu na pequena área para empurrar, com o joelho, para o fundo da rede. Na sequência, aos 30, para ampliar a vantagem e confirmar a flechada, foi a vez de Mike marcar o seu primeiro gol com a camisa verde e branca. O camisa 17 recebeu, na medida, do meia Denner – que também havia acabado de ingressar no jogo – e sacramentou a vitória.

Palavra do comandante:

Após a vitória, o técnico Umberto Louzer falou sobre a dificuldade do confronto e valorizou a mudança de postura da equipe para o segundo tempo. “Demoramos para nos adaptar, jogar aqui contra o Sampaio Corrêa é muito difícil. Sem querer colocar desculpa, mas o gramado é muito pesado, mais fofo do que a gente é acostumado a jogar. Conversamos isso com os atletas no intervalo e tivemos que mudar o nosso comportamento também. (…) No segundo tempo fomos mais agressivos e quando tivemos a bola não demos de graça para o adversário”.

  CRB atropela o Operário e vence de 4 a 1

Leia Também:  Grêmio vence o Guarani e constrói vantagem na Libertadores

Próxima partida:

O próximo compromisso do Verdão é na terça-feira (24), na Arena Condá. Às 21h30, a Chape recebe o Cruzeiro em partida válida pela 23ª rodada da Série B.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Felipe Santana agradece Chapecoense pela oportunidade de poder jogar

Publicados

em


Após mais de dois anos sem entrar em uma partida oficial, na última terça-feira (24), Felipe Santana completou o segundo jogo com a camisa da Associação Chapecoense de Futebol. Junto com a oportunidade de voltar a jogar, chegou a reponsabilidade de substituir a altura os companheiros da posição. Dona da defesa menos vazada da competição, a equipe demonstra empenho de todos dentro das quatro linhas e a qualificação no setor defensivo. Aos 34 anos de idade, com experiência e rodagem no futebol, desde sua chegada o zagueiro buscou contribuir e repassar seus conhecimentos no dia a dia do clube.

Nesta quarta-feira (25) Felipe participou da entrevista coletiva do dia. Comentou sobre a opção de ficar fora das quatro linhas para recuperação física e demonstrou gratidão a Chape, clube que proporcionou o retorno aos gramados. “Foi uma opção que eu escolhi tomar para minha carreira, sabia que ia ser difícil, mas sou extremamente agradecido a Chapecoense pela oportunidade que me deu e fiquei imensamente feliz por fazer parte de um time que vem se reconstruindo não só como nome, mas também como equipe. Me lembro quando cheguei em junho, a equipe estava sendo desacreditada, não estava indo bem no Campeonato Catarinense, precisou de muito trabalho para que revertesse a situação e tornasse essa situação de título. Isso se transpôs para o Campeonato Brasileiro, quando o atleta tem confiança pra jogar as coisas tendem a fluir, nossa equipe readquiriu confiança, começou a prospectar coisas grandes pro campeonato, minha parcela de contribuição entra no momento em que tem uma mentalidade de campeão, mentalidade vencedora, que sempre tive e por sorte quase todos os clubes onde passei fui campeão”.

  Chapecoense vence de virada e abre dez pontos do vice-líder da Série B

Leia Também:  Coxa retorna aos treinamentos no CT da Graciosa

Foto: Guilherme Griebeler /ACF
Foto: Guilherme Griebeler /ACF

A felicidade em contribuir com o grupo foi destacada pelo zagueiro. “Fico muito feliz em voltar ajudar, voltar a jogar, claro que tive que respeitar um processo, até porque a zaga da Chapecoense vem fazendo um grande campeonato com a defesa menos vazada”.

Após a derrota para o Cruzeiro, na última rodada da Série B, o Verdão iniciou a preparação para enfrentar o Guarani. Por fim, o zagueiro relata aprendizado para o restante do Campeonato Brasileiro. “Futebol tem essas situações, ocorrem de uma hora pra outra, uma vitória ou uma derrota. O Cruzeiro durou por apenas 12 horas, pra nós é claro que a derrota nos machuca assim como vitória nos deixam feliz, mas faz parte do jogo em nenhum momento queríamos perder essa invencibilidade de 19 jogos. Aprendemos com essa partida, assim como a gente aprendeu também na partida contra o Sampaio Corrêa, onde iniciamos perdendo a partida e corremos atrás. Infelizmente contra o Cruzeiro isso não conseguiu se realizar, mas faz parte do futebol, bola pra frente”.

  Chapecoense e Oeste empatam pela 20ª rodada da Série B

Leia Também:  Rony participa de todos os gols contra Delfín na Libertadores

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA