Negócios

Carteira de crédito do Bandes cresceu 26% em 2011

Publicados

em

Mais crédito na praça. É o que significa o aumento de mais de 26% na carteira de crédito do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo

Por | 28.02.2012

 

Mais crédito na praça. É o que significa o aumento de mais de 26% na carteira de crédito do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) apresentada ao final do ano de 2011. O valor de R$ 628 milhões representa mais recursos circulando por todos os municípios do Estado, no comércio, em serviços e na agricultura. Tantos investimentos do Norte ao Sul capixaba projetam a geração e a manutenção de milhares de novos empregos diretos e postos de trabalho ? em 2011 foram 15.864 mantidos e 9.727 gerados.

 

O número foi apresentado pelo Bandes durante coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira (27). Os três diretores do banco também apresentaram os outros resultados de 2011 e as metas para 2012. ?O banco cumpriu seu papel, de interiorizar o desenvolvimento e apoiar os pequenos, e está no caminho certo, organizado e estruturado para ajudar no desenvolvimento do Estado, levando dinamismo e qualidade de vida para toda a população?, afirma o diretor-presidente Guerino Balestrassi.

 

Atualmente, o Bandes se tornou o banco do produtor rural: 88% dos clientes ativos são do segmento rural. Além disso, há uma prioridade em interiorizar o desenvolvimento: 81% dos investimentos aprovados em 2011 estão no interior. ?A nossa aposta em parcerias foi fundamental para esses resultados. A atuação em conjunto com parceiros-consultores, secretarias de estado, Incaper, Aderes, Sebrae, prefeituras, cooperativas, bancos comunitários, entre outros, têm sido um grande diferencial para levar o desenvolvimento a todos os municípios?, ressalta o diretor de Crédito e Fomento, Everaldo Colodetti.

 

Leia Também:  ?O desenvolvimento do Espírito Santo passa pela nova BR 101?, afirma Casagrande no leilão da Bovespa

O patrimônio líquido do Bandes também cresceu. Atualmente, é de R$ 156 milhões, 10,6% a mais do valor que era em 2010, R$ 141 milhões. Ao final de 2011, o Bandes ainda alcançou a marca de 24.450 clientes diretos, além de 17 mil clientes ativos na carteira do Programa Nossocrédito, o programa de microcrédito do Governo do Estado, que investiu mais de R$ 71 milhões em micro e pequenos negócios dos 78 municípios capixabas.

 

?Mais uma prioridade da nossa atuação é em micro e pequenas empresas, em empreendimentos que nascem e se desenvolvem, que ajudam a gerar competitividade, atraem novos clientes, fomentam a economia do Estado e incluem socialmente muitos capixabas. No último ano, 90% dos clientes solicitaram financiamentos abaixo de R$ 50 mil?, ressalta o diretor de Administração e Finanças, José Sathler Neto.

 

O crédito rural é outra prioridade para o Bandes. Por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e da linha Bandes Rural, o banco consolidou sua atuação no agronegócio. Em 2011, foram atendidos 5.054 agricultores, familiares em sua maioria. Apenas por meio do Pronaf, o Bandes aprovou R$ 175 milhões para o interior do Estado.

 

Na coletiva de imprensa, o governador Renato Casagrande parabenizou o Bandes, afirmando que ?o Bandes é um grande instrumento para o desenvolvimento do nosso Estado. É o banco da agricultura familiar, do micro e pequeno empresário, e dos menos favorecidos também. O Creditar mesmo é uma inovação?, ressaltou. O governador completou dizendo que as novas linhas lançadas pelo Bandes, que possuem custo bastante atraente para os empresários, estão conectadas ao objetivo estratégico do Governo. ?Que em 2012, continuemos no mesmo caminho, com muito sucesso e realizações?.

 

Leia Também:  Nossocrédito Cachoeiro: R$ 2,5 milhões financiados e novo recorde

De acordo com o secretário de Desenvolvimento, Márcio Felix, o Espírito Santo é um dos Estados que mais tem equacionado a questão das micro e pequenas empresas. ?Somos um dos poucos a terem uma Lei Geral de MPEs, sancionada no início deste ano pelo governador Casagrande. E o Bandes tem tido um papel muito importante nesse segmento, especialmente no que diz respeito ao interior do Estado. Para 2012, nosso desafio será continuar crescendo para levar cada vez mais oportunidades para todos os 78 municípios capixabas?, ressalta Felix.

 

Desafios para 2012

 

Para este ano, o Bandes propôs o desafio de liberar mais de R$ 400 milhões em financiamentos para o Estado. Apenas para os produtores da agricultura familiar são R$ 200 milhões, além de R$ 20 milhões para outros produtores rurais. O Nossocrédito pretende levar R$ 100 milhões a microempreendedores, enquanto as micro e pequenas empresas urbanas devem receber investimentos da ordem de R$ 45 milhões. Já as médias empresas receberão R$ 40 milhões, em uma nova linha que o Bandes está lançando. O Creditar, novo programa de microcrédito em parceria com bancos comunitários, deverá financiar R$ 1 milhão para empreendedores informais, de baixa renda.

 

Números de clientes em 2012


Novos beneficiários: 23.000
Famílias agricultoras: 6.100
Micro e pequenas empresas: 1.300
Médias empresas: 50
Nossocrédito: 15.500 clientes
Creditar: 1.000 clientes

 

 

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Negócios

Economia forte faz Ford lançar no Brasil primeiro carro global

Publicados

em

Por

Por | 05.01.2012

 

BRASÍLIA – AGÊNCIA CONGRESSO – O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, falou da força da economia brasileira durante o lançamento do novo Ford EcoSport, o primeiro carro da Ford produzido no Brasil, que será exportado para mais de 100 países.

“Esse é um momento especial, vivemos um momento de crise mundial e ao mesmo tempo os investimentos no Brasil crescem. Isso mostra a força do nosso país que hoje é fundamental para a sustentação da economia global”, disse Mercadante, que representou a presidenta Dilma no evento.

 

Criado em Camaçari, na Bahia, o EcoSport de nova geração faz hoje sua pré-estreia mundial também na capital da Índia. Os eventos em Brasília e Nova Déli simbolizam a popularidade que a Ford espera alcançar nos grandes mercados emergentes globais e também o crescente papel que a área de desenvolvimento do produto da América do Sul.

Os investimentos do novo Ecosport fazem parte de um total de R$ 2,8 bilhões que a companhia pretende investir no Nordeste, até 2015

“O lançamento no Brasil e na Índia, dois países da BRICS, mostra a nossa força e importância na economia mundial. Em um momento de crise global continuamos crescendo e vamos investir cada vez mais em pesquisa, engenharia, crédito e incentivo fiscal”, acrescentou o ministro.

O governador da Bahia, Jaques Wagner, também participou do lançamento e falou da importância do investimento para a economia da país e do seu estado.

“O Brasil começou na Bahia e o primeiro carro global da Ford também foi criado lá. A criatividade do nosso povo está nesse projeto que foi liderado por mais de mil engenheiros brasileiros na Bahia. É um orgulho ter um carro vendido em todo mundo com o carimbo do Brasil”, disse o governador.

Leia Também:  ?O desenvolvimento do Espírito Santo passa pela nova BR 101?, afirma Casagrande no leilão da Bovespa

Com mais de 700.000 unidades produzidas desde o lançamento em 2003, o EcoSport é um caso de sucesso da indústria automobilística latino-americana. Desde então, tem sido o modelo mais vendido da categoria na região. O Centro de Desenvolvimento do Produto da Ford América do Sul fica localizado no Complexo Industrial Ford Nordeste, em Camaçari, na Bahia. Único do gênero na região, ele conta com mais de 1.200 engenheiros e designers que utilizam o estado da arte da tecnologia, incluindo avançadas ferramentas de design e engenharia baseadas em computação (CAD/CAE), para o desenvolvimento de veículos.


Ele é um dos oito centros de excelência da Ford no mundo e opera conectado em tempo real com outros centros nos Estados Unidos, Europa e Ásia.O complexo foi inaugurado em 2001 e trabalha junto com o Campo de Provas de Tatuí, em São Paulo, onde os novos veículos são testados e certificados. Ele é um dos dois únicos campos de provas existentes na América do Sul e um dos mais modernos do mundo.

Leia Também:  Nossocrédito Cachoeiro: R$ 2,5 milhões financiados e novo recorde

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA