Carros e Motos

Carro por assinatura da Fiat e Jeep tem planos a partir de R$ 1.350

Publicados

em


source
Fiat Argo
Divulgação

Fiat Argo 1.0 sai por R$ 1.350 por mês no plano de assinatura que inclui manutenção, seguro e custos com documentação

O Flua!, o serviço de carros por assinatura de carros da Fiat e Jeep , começa a ser oferecido em 32 concessionárias das duas marcas nesta sexta-feira (15), com planos a partir de R$ 1.350. 

Este é o valor mensal cobrado por um Fiat Argo Drive 1.0 no plano de 36 meses, com franquia de 1.000 km/mês. No caso dos Jeep, o plano mais acessível do Flua ! é de R$ 2.100, para o Renegade 1.8 Flex, também no plano de 36 meses e com franquia de 1.00 km/mês.

Ainda em fase piloto, o programa pode ser contratado pelo site www.meuflua.com.br ou diretamente nas lojas participantes. São 24 concessionárias da Fiat (localizadas em em São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto, Sorocaba, Valinhos, Vinhedo e Curitiba) e oito da Jeep (todas na capital paulista).

Leia Também:  Honda CB 600F Hornet lidera ranking das motos mais buscadas na internet

Você viu?

É possível escolher entre oito modelos da Fiat ( Argo , Grand Siena, Cronos, Doblò, Fiorino, Nova Strada, Toro e Ducato) e dois da Jeep ( Renegade e Compass) em planos com duração de 12, 24 ou 36 meses e franquias de 1 mil, 2 mil ou 3 mil quilômetros por mês.

Pelo site, o interessado escolhe e configura o carro e o plano. A assinatura do contrato é feito via e-mail e a retirada do veículo é feita na concessionária, em data agendada. A mensalidade do programa inclui além do veículo, os custos com documentação (IPVA, licenciamento e emplacamento), seguro com rastreador, manutenção e assistência 24 horas.

Após a entrega do veículo, o cliente passa a ter acesso ao aplicativo Flua!, que permite checar informações como multas de trânsito, solicitar a assistência 24 horas e também fazer o agendamento das manutenções.

Carros por assinatura

Kinto
Divulgação

Kinto Share é o serviço de locação e gestão de frotas da Toyota, que também oferece planos de carros por assinatura

Além das marcas da FCA (Fiat Chrysler Automóveis) outras montadoras de carros que também oferecem este tipo de serviço no Brasil são a Volkswagen e a Toyota.

Leia Também:  Piloto explica o que há de diferente em um Mercedes AMG de corrida

Ainda em fase piloto, o Volkswagen Sign & Drive foi lançado em novembro em parceria com a Volkswagen Financial Services e a Assobrav e ofereceu um lote limitado dos modelos T-Cross, Tiguan Allspace e Virtus em planos de assinatura de 12 ou 24 meses.

Já a Toyota oferece os seus serviços por meio da subsidiária Kinto. O Kinto One é um serviço de gestão e locação de frotas voltado para empresas, que se soma ao Kinto Share , um serviço de locação de carros da marca japonesa.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

Honda lança primeiro carro autônomo de nível 3 no Japão

Publicados

em


source
Honda Legend 2022 representa mais um avanço quando o assunto é carro autônomo no mercado global
Divulgação

Honda Legend 2022 representa mais um avanço quando o assunto é carro autônomo no mercado global


A Honda apresenta no Japão o primeiro sistema de direção autônoma de nível 3 do mundo. O equipamento faz a sua estreia no sedã de luxo Legend, atualmente o modelo de topo da marca no país asiático.


A função recebeu o nome de Traffic Jam Pilot é faz parte do pacote de equipamentos tecnológicos Honda Sensing Elite. Enquanto os autônomos de nível 2 exigem que o motorista se mantenha sempre atento ao volante, no nível 3 o carro já é capaz de dispensar o motorista em condição de tráfego lento em vias expressas, permitindo que o condutor assista até um filme na tela da central multimídia.

Você viu?

Em caso de necessidade, o veículo pode solicitar a retomada do controle de direção pelo motorista. Mas caso ele não reaja, o próprio Traffic Jam Pilot é capaz de desacelerar o automóvel e fazer as mudanças de faixa até a parada do carro no acostamento, como pode ser visto no vídeo abaixo.

Leia Também:  Veja os principais problemas com as placas Mercosul


Para conseguir comercializar a tecnologia, a Honda teve que obter uma autorização especial do Ministério Japonês de Terras, Infraestrutura, Transporte e Turismo, que exigiu a instalação no veículo de uma espécie de caixa preta para gravar dados do sistema autônomo nos últimos seis meses — incluindo se o motorista falhou em reagir a um alerta de retomada de comando — e a colocação de um adesivo indicativo na traseira do veículo.

Para operar, o Traffic Jam Pilot utiliza dados coletados pelo sistema de navegação via satélite e mapas tridimensionais de alta definição, além de uma rede de sensores que monitoram os arredores do veículo em um ângulo de 360°, enquanto uma câmera monitora as condições do condutor.

A tecnologia passou por uma bateria de testes de aproximadamente 1,3 milhão de quilômetros e é baseada em redundância, permitindo que a sua operação siga mesmo com defeito em um dos componentes.

A Honda foi a única montadora a insistir no sistema autônomo de nível 3. Outros fabricantes que haviam anunciado o desenvolvimento deste tipo de tecnologia, como a Audi, decidiram pular esta etapa e ir diretamente para o desenvolvimento de sistemas autônomos de nível 4, que diferente do equipamento presente no sedã Legend vão permitir que o motorista esqueça da direção também em condições de tráfego normal.

Leia Também:  Conheça o motorhome chinês com dois andares e elevador
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA