Turismo

Cai preço de passagens aéreas para destinos mais buscados na Europa

Publicados

em

Fachada da Igreja dos Clérigos em Porto, Portugal
Camila Cetrone

Fachada da Igreja dos Clérigos em Porto, Portugal

O buscador de viagens KAYAK mostra em nova pesquisa quais estão sendo os destinos europeus mais buscados pelos brasileiros para viagens no terceiro trimestre de 2022 e aponta queda no valor das passagens após a temporada do mês de julho. Além da vantagem de esperar o período de férias passar para conseguir melhores preços, a pesquisa também evidenciou que a compra com antecedência é um trunfo a ser considerado, já que o comparativo de setembro versus julho mostra uma queda considerável no preço médio das passagens aéreas.

No topo do ranking de destinos europeus mais buscados está Lisboa, em Portugal, com valor médio mais baixo em setembro, a R$6.209, queda de -16% em relação a julho. Outra queda significativa foi nos valores das passagens para Porto, também em Portugal, com o valor médio para viagens em setembro de R$5.122, queda de -31% na comparação com julho, a maior variação negativa no período. 

Leia Também:  PL garante assento gratuito em aviões e altera regras de remarcação.

No top 10 dos destinos mais buscados ainda podemos observar uma queda significativa do preço das passagens para Paris, na França, com menor preço médio em setembro, a R$5.221, e segunda maior queda na comparação com julho, de -25%. No ranking ainda temos Londres, Frankfurt e Amsterdã, todas com queda no valor das passagens, com destaque para Amsterdã, que tem o menor preço médio de passagem para quem quer viajar para a Europa em setembro. Barcelona e Frankfurt também apresentam preço médio abaixo dos R$ 5 mil para viagens no mesmo período.

Para quem quer viajar em agosto, Madri, na Espanha, e Milão, na Itália, têm preço médio mais interessante que em setembro, sendo as duas únicas cidades do ranking que apresentam variação negativa de preço médio maior em agosto do que em setembro. As passagens para a capital espanhola em agosto apresentam preço médio de R$4.675, enquanto para Milão ela está custando, em média, R$4.724.

A pesquisa foi feita na base de dados do KAYAK buscando por voos de ida e volta saindo de todos os aeroportos do Brasil com destino a todos os aeroportos da Europa. Foram consideradas buscas feitas entre 01/01/2022 e 31/05/2022 para viagens a serem realizadas entre 01/07/2022 e 31/09/2022. O comparativo considera agosto versus julho e setembro versus julho de 2022. Os preços e percentuais são uma média e podem variar com o tempo. 

Leia Também:  Hotel de luxo oferece experiência com vinhos e vista ímpar de Portugal

Acompanhe o iG Turismo também pelo Instagram e receba dicas de roteiros e curiosidades sobre destinos nacionais e internacionais. Siga também o  perfil geral do Portal iG no Telegram.


Fonte: IG Turismo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Turismo

Empresa pede que executivos carreguem malas devido caos em aeroportos

Publicados

em

Alta demanda tem gerado caos em aeroportos de todo o mundo.
Pexels

Alta demanda tem gerado caos em aeroportos de todo o mundo.

A Qantas Airways  pediu que executivos da sede da empresa deixem seus postos por três meses e transportem bagagens em tempo integral para lidar com uma persistente escassez de mão de obra que está atrapalhando os voos e  provocando caos nos aeroportos.

A companhia aérea busca pelo menos 100 voluntários internamente para realizar trabalho em turnos nos aeroportos de Sydney e Melbourne , escreveu o diretor de operações Colin Hughes, em uma nota aos gerentes, que foi compartilhada pela Qantas na última segunda-feira (8).

As tarefas incluem carregar e descarregar bagagens , bem como conduzir os veículos que transportam as malas aos aviões e entre os terminais. Os candidatos devem ser capazes de carregar malas com peso de até 32 kg, de acordo com o memorando.

Leia Também:  Roteiros tranquilos e cheios de opções para curtir o Carnaval em Anchieta

Embora funcionários de escritório da Qantas já estejam ajudando nos aeroportos durante os feriados, a necessidade de colocar executivos neste trabalho por três meses ressalta a profundidade da escassez de mão de obra durante a recuperação global das viagens.

A principal companhia aérea da Austrália cancelou 8,1% dos serviços domésticos programados em junho, tornando-se a transportadora menos confiável do país.

“Não há expectativa de que você opte por essa função além de sua posição de tempo integral”, disse Hughes aos gerentes. “O foco da nossa empresa é apoiar nossas equipes para que nossa operação volte para onde deveria estar.”

O jornal The Australian foi o primeiro a noticiar este programa de três meses. Desde então, a situação operacional da companhia na volta das viagens após o isolamento imposto pela pandemia só piorou.

Casa vandalizada 

O CEO da Qatar Airways, Alan Joyce
Reprodução/ Youtube CNBC International TV 10.08.2022

O CEO da Qatar Airways, Alan Joyce


O setor de aviação está sobrecarregado em todo mundo e luta para lidar com tráfego maior do que o esperado, enquanto as companhias aéreas também são atingidas por afastamentos de funcionários por causa da covid-19.

Leia Também:  Hotel de luxo oferece experiência com vinhos e vista ímpar de Portugal

No caso da Qantas, a transportadora perdeu a confiança dos consumidores na Austrália, devido à falta de mão de obra, perdas de malas e atrasos nos voos. O CEO da empresa, Alan Joyce, chegou a ter a residência atingida com ovos e papel higiênico, numa espécie de protesto de clientes insatisfeitos com os serviços da aérea registrado por câmeras de segurança em 12 de julho.

Acompanhe o iG Turismo também pelo Instagram e receba dicas de roteiros e curiosidades sobre destinos nacionais e internacionais. Siga também o  perfil geral do Portal iG no Telegram.

Fonte: IG Turismo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA