Negócios

Cachoeiro Stone Fair 2013 gera excelentes negócios

Publicados

em

Por | 24.08.2013

A Cachoeiro Stone Fair 2013, que terminou nesta sexta-feira (23) em Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, recebeu um público de mais de 25 mil visitantes nacionais e internacionais, durante os quatro dias de evento, que movimentou a economia da cidade e os negócios em torno do segmento de rochas ornamentais.

 

Empresários e profissionais de mais de 600 cidades, de todos os estados brasileiros, estiveram na feira para conferir de perto as novidades apresentadas pelos 220 expositores de rochas ornamentais, máquinas, equipamentos e insumos. O público estrangeiro, de 17 países, também marcou presença, com participação expressiva da Itália, Estados Unidos, Canadá, Venezuela, Espanha, Peru, Portugal, China e Índia.

 

Esse movimentou significou bons negócios aos expositores, que se mostraram satisfeitos com os resultados do evento. Caso da empresa Aço Art, de Vargem Alta, que vendeu 30 máquinas voltadas para o beneficiamento de rochas ornamentais durante os quatro dias. “A produção de dezembro, janeiro e fevereiro já está garantida com os novos pedidos”, contou o gerente Alex Pizeta.

 

Participando pelo segundo ano da feira, o representante da catarinense Hedel, Adalberto de Souza, contou que, assim como o ano anterior, os resultados foram excelentes, com 11 máquinas vendidas, totalizando negócios em torno de R$ 10 milhões. “Repetimos o sucesso de 2012, tanto em volume como em qualidade dos novos negócios”, disse.

Leia Também:  Fruticultura cresce no Espírito Santo

 

Os expositores de rochas ornamentais e insumos também destacaram a importância do evento para o relacionamento e fechamento de novos contratos. Ricardo Chevz, representante da Mineração Corcovado e Brasigran, lembrou que a empresa participa da feira há 10 anos e que os lançamentos Amarelo Maracanã e Branco Himalaia tiveram grande aceitação com boas expectativas de vendas.

 

Nilton Santos Junior, representante da empresa Polimento Italiano, localizada em Soturno, destacou a movimentação nos estandes durante a feira: “Foi uma das melhores também em volume de vendas”. Este ano a empresa trouxe uma variada linha de exóticos, atraindo as atenções para o estande.

 

Economia

 

O presidente do Sindicato da Indústria de Rochas Ornamentais, Cal e Calcários do Espírito Santo (Sindirochas), Samuel Mendonça, destacou que a Cachoeiro Stone Fair 2013 conseguiu mais um ano cumprir o seu papel de alavancar a economia e o segmento de rochas ornamentais. “Os expositores ficaram satisfeitos e novos negócios deverão ser feitos ao longo do ano. Isso é de extrema importância para o setor e para a economia”, disse.

 

Já o presidente do Centro Tecnológico do Mármore e do Granito (Cetemag), Emic Malacarne, destacou que a feira superou as expectativas, com um movimento intenso de visitantes nos quatro dias do evento. Lembrou ainda que houve um crescimento de 20% no número de empresas expositoras da região, mostrando o fortalecimento do setor de rochas ornamentais. “A feira é uma grande oportunidade para os empresários da região, pois fomenta o mercado e movimenta a economia capixaba”.

Leia Também:  Custo médio da construção civil no Espírito Santo encerra dezembro de 2011 estável

 

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Coelho, ressaltou que o resultado da Cachoeiro Stone Fair significará em benefícios para a economia de Cachoeiro de Itapemirim, considerado o mais importante polo de beneficiamento de rochas ornamentais do País. “Teremos o fortalecimento do setor, importante para o Espírito Santo, e a geração de novos empregos e renda”.

 

Cecília Milanez, da Milanez & Milaneze, disse que ficou bastante satisfeita com a realização do evento e que a cada ano a Cachoeiro Stone Fair se solidifica como uma importante feira do mercado interno.

 

A Cachoeiro Stone Fair 2013 é uma promoção do Sindirochas e Cetemag e realizada pela Milanez & Milaneze, e conta com o patrocínio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento (Sedes) e do Banco de Desenvolvimento do Estado (Bandes) e apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes)/Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim.

 

 

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Negócios

Economia forte faz Ford lançar no Brasil primeiro carro global

Publicados

em

Por

Por | 05.01.2012

 

BRASÍLIA – AGÊNCIA CONGRESSO – O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, falou da força da economia brasileira durante o lançamento do novo Ford EcoSport, o primeiro carro da Ford produzido no Brasil, que será exportado para mais de 100 países.

“Esse é um momento especial, vivemos um momento de crise mundial e ao mesmo tempo os investimentos no Brasil crescem. Isso mostra a força do nosso país que hoje é fundamental para a sustentação da economia global”, disse Mercadante, que representou a presidenta Dilma no evento.

 

Criado em Camaçari, na Bahia, o EcoSport de nova geração faz hoje sua pré-estreia mundial também na capital da Índia. Os eventos em Brasília e Nova Déli simbolizam a popularidade que a Ford espera alcançar nos grandes mercados emergentes globais e também o crescente papel que a área de desenvolvimento do produto da América do Sul.

Os investimentos do novo Ecosport fazem parte de um total de R$ 2,8 bilhões que a companhia pretende investir no Nordeste, até 2015

“O lançamento no Brasil e na Índia, dois países da BRICS, mostra a nossa força e importância na economia mundial. Em um momento de crise global continuamos crescendo e vamos investir cada vez mais em pesquisa, engenharia, crédito e incentivo fiscal”, acrescentou o ministro.

O governador da Bahia, Jaques Wagner, também participou do lançamento e falou da importância do investimento para a economia da país e do seu estado.

“O Brasil começou na Bahia e o primeiro carro global da Ford também foi criado lá. A criatividade do nosso povo está nesse projeto que foi liderado por mais de mil engenheiros brasileiros na Bahia. É um orgulho ter um carro vendido em todo mundo com o carimbo do Brasil”, disse o governador.

Leia Também:  Custo médio da construção civil no Espírito Santo encerra dezembro de 2011 estável

Com mais de 700.000 unidades produzidas desde o lançamento em 2003, o EcoSport é um caso de sucesso da indústria automobilística latino-americana. Desde então, tem sido o modelo mais vendido da categoria na região. O Centro de Desenvolvimento do Produto da Ford América do Sul fica localizado no Complexo Industrial Ford Nordeste, em Camaçari, na Bahia. Único do gênero na região, ele conta com mais de 1.200 engenheiros e designers que utilizam o estado da arte da tecnologia, incluindo avançadas ferramentas de design e engenharia baseadas em computação (CAD/CAE), para o desenvolvimento de veículos.


Ele é um dos oito centros de excelência da Ford no mundo e opera conectado em tempo real com outros centros nos Estados Unidos, Europa e Ásia.O complexo foi inaugurado em 2001 e trabalha junto com o Campo de Provas de Tatuí, em São Paulo, onde os novos veículos são testados e certificados. Ele é um dos dois únicos campos de provas existentes na América do Sul e um dos mais modernos do mundo.

Leia Também:  Fruticultura cresce no Espírito Santo

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA