Cidades

Cachoeiro aguarda vacinas para iniciar imunização contra Covid-19

Publicados

em

Foto: Márcia Leal/PMCI

A Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim aguarda a chegada das primeiras doses de vacina contra Covid-19 para iniciar a imunização no município. A Anvisa deu aval para o uso emergencial de dois imunizantes, neste domingo (17), e, segundo o governo estadual, as primeiras doses devem chegar às cidades capixabas no início desta semana.

Em Cachoeiro, serão contemplados com as primeiras vacinas os profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à pandemia e pessoas com 60 anos ou mais que se encontram em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) e seus cuidadores. Para isso, o plano de vacinação do município prevê que a aplicação das doses, nesta fase, aconteça nas próprias ILPIs e nos hospitais e estabelecimentos de saúde que são referências para atendimento a casos de Covid-19.

A campanha foi tema de reunião do prefeito Victor Coelho e do vice-prefeito Ruy Guedes com equipes da Secretaria Municipal de Saúde e da Coordenadoria de Comunicação Institucional da Prefeitura, na manhã desta segunda-feira (18).

Leia Também:  Ao invés de convocar aprovados, presidente da Câmara de Castelo prorroga validade de concurso

“Estamos preparados para começar a vacinação, só aguardando a chegada das doses. Temos os insumos e equipamentos necessários, equipes qualificadas e um plano de imunização com as estratégias traçadas”, afirma o prefeito, lembrando que o município adquiriu recentemente 12 novas câmaras de armazenamento de vacinas, que serão fundamentais para a campanha.

O prefeito salienta que, neste primeiro momento, a população não deve procurar as unidades básicas de saúde. “Estamos seguindo as orientações do Plano Nacional de Imunização, que prioriza esse público-alvo que vamos atender com as primeiras doses. Quando chegar o momento de atender nas unidades de saúde, a Prefeitura fará uma ampla divulgação”, frisa.

Plano

Em fases posteriores da campanha, o município disponibilizará 25 salas de vacina para absorver a demanda espontânea pela imunização.

O plano de vacinação municipal também prevê estratégias como busca ativa de usuários dos grupos prioritários da campanha, atendimento com drive-thru e horário estendido para imunização na Policlínica Municipal e unidades do Programa Saúde na Hora.

Medidas preventivas devem ser mantidas

Leia Também:  Cartilha lista cuidados para retomada das aulas presenciais

Mesmo com a vacina, as medidas sanitárias contra a Covid-19 devem ser mantidas. É preciso que a vacinação alcance um número muito grande de pessoas para que seja alcançada a chamada imunidade de grupo.

Por isso, a população não pode relaxar com os cuidados básicos: sempre usar máscara ao sair de casa; higienizar as mãos sempre que possível; manter o distanciamento social; não compartilhar utensílios pessoais; manter os ambientes limpos e ventilados; ficar em isolamento social, em caso de sintomas gripais.

“As medidas sanitárias atualmente aplicadas continuarão sendo imprescindíveis para conter o avanço da Covid-19”, destaca o prefeito Victor Coelho.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Equipes da Secretaria de Estado de Direitos Humanos (SEDH) cumprem agendas no Sul do Espírito Santo

Publicados

em

 

A secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, juntamente com as equipes da Gerência de Políticas de Promoção da Igualdade Social, Gerência de Políticas para as Juventudes e Assessoria Especial, cumprem agendas em Cachoeiro de Itapemirim nesta sexta-feira (26).

Pela manhã, a secretária Nara e o secretário de Estado de Planejamento, Álvaro Duboc, irão se reunir com o prefeito de Cachoeiro, Victor Coelho. O objetivo é dialogar sobre o Eixo de Proteção Social do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, que integra o município.

Outra pauta da reunião serão os Centros de Referência das Juventudes (CRJ), projeto que também integra o Programa Estado Presente, sendo a principal ação do Eixo de Proteção Social. Está prevista a construção de um Centro no município. Participam também da conversa a assessora especial Raiana Rangel e a gerente de Políticas para as Juventudes, Fabrícia Barbosa.

A implementação de um Centro de Acolhimento de Atenção Integral sobre Drogas (CAAD) em Cachoeiro também será pauta na reunião com o prefeito Victor Coelho. Já existe uma unidade em Vitória, e o projeto de abertura de mais dois no interior do Estado também está inserido no Programa Estado Presente em Defesa da Vida.

Visita a comunidades quilombolas

Durante a tarde, a secretária Nara Borgo e a equipe da Gerência de Políticas de Promoção da Igualdade Racial têm uma agenda no Quilombo de Graúna, no município de Itapemirim. Haverá uma roda de conversa sobre políticas públicas do Governo do Estado que são voltadas para essa população.

No sábado (27), pela manhã, a equipe da gerência também irá ao Quilombo de Monte Alegre, em Cachoeiro de Itapemirim, também para uma roda de conversa sobre políticas públicas.

As visitas fazem parte de um projeto da SEDH, por meio da Subsecretaria de Promoção, Proteção e Defesa dos Direitos Humanos, que visa a um contato mais próximo com as comunidades quilombolas no Espírito Santo.

Leia Também:  Pesquisa: cepa do Amazonas do coronavírus gera mais carga viral

Juventude

Ainda na sexta-feira, no período da tarde, a equipe da Gerência de Políticas para as Juventudes e Assessoria Especial irão se reunir com coletivos juvenis do município de Cachoeiro de Itapemirim sobre o projeto dos CRJs.

A reunião vai ocorrer na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e tem como objetivo o diálogo com as juventudes, uma vez que a metodologia de trabalho do CRJ está baseada nessa construção conjunta com as juventudes, no ouvir e conversar sobre as demandas que esses jovens possuem, para que o CRJ de fato chegue atendendo às necessidades deles no que se relaciona à garantia de direitos e criação de possibilidades e oportunidade de educação e trabalho.

Por esta razão, a SEDH tem realizado reuniões nos municípios do Programa Estado Presente, com os coletivos juvenis e lideranças jovens, tais como membros dos Conselhos de Juventudes.

Ainda na tarde de sexta também estão previstas visitas a possíveis espaços de implementação do CRJ em Cachoeiro de Itapemirim.

Sobre os CRJs

Os Centros de Referência das JuventudES (CRJs) estão em fase de implementação. Serão espaços de integração social e potencialização da faixa populacional que mais sofre com os índices de violência: as juventudes, sobretudo as juventudes negras.

Serão 14 CRJs em funcionamento até 2021, com capacidade para atender anualmente uma média de 65 mil jovens.

Os Centros funcionarão nos seguintes municípios: Vila Velha, Serra, Cariacica, Vitória, Cachoeiro de Itapemirim, Linhares, São Mateus, Aracruz, Colatina e Guarapari. Os dois primeiros Centros serão implementados nas regiões do Polígono Feu Rosa – Vila Nova de Colares – Ourimar, em Serra, e na Região da Grande Terra Vermelha, em Vila Velha.

Leia Também:  Ao invés de convocar aprovados, presidente da Câmara de Castelo prorroga validade de concurso

Buscando ampliar a garantia de direitos e diminuir os índices de crimes violentos sofridos e cometidos por jovens, o CRJ ofertará uma gama de serviços, incluindo o acompanhamento integral de jovens para construção de Planos de Vida e Trabalho, tendo como princípios o respeito à diversidade e ao diálogo. Disponibilizará ainda espaços de trabalho compartilhado, com laboratório temático para geração de renda (LABPoca), oficinas, eventos artístico-culturais e esportivos, vivências extra-território, passagens interestaduais entre outros, tendo a gestão compartilhada como premissa, e se configurando como a principal entrega pública para as Juventudes já realizada no Espírito Santo.

Os Centros são fruto de uma parceria do Governo com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Sobre o CAAD

O CAAD faz parte do eixo “Tratamento” do Programa Estadual de Ações Integradas sobre Drogas (Rede Abraço). Por meio do Centro, pessoas com problemas decorrentes do uso de álcool e outras drogas e seus familiares têm acesso a profissionais especializados e a uma gama de serviços para serem acolhidos de acordo com suas especificidades e necessidades.

 

O CAAD é um serviço de porta aberta que recebe pessoas com necessidades advindas do uso de substâncias psicoativas e seus familiares, ofertando acolhimento e cuidado. No Centro, a pessoa recebe atendimento psicológico, social, médico, testagem rápidas de ISTs, bem como outros expedientes. Além disso, o acolhido e seus familiares podem participar de grupos, bem como serem encaminhados para a gama de serviços das políticas públicas.

A interiorização do CAAD surge da necessidade de fortalecer ações de cuidado e tratamento para outras microrregiões do Estado do Espírito Santo, para além da região Metropolitana.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA