Política Nacional

Bolsonaro “não tem o menor conhecimento” sobre o coronavírus, diz Caiado

Publicados

em


source
Governador de Goiás, Ronaldo Caiado arrow-options
DIVULGAÇÃO/GOVERNO DE GOIÁS

Governador de Goiás, Ronaldo Caiado

O governardor de Goiás , Ronaldo Caiado , disse que ficou “indignado” com o discurso do presidente Jair Bolsonaro em rede nacional de televisão e rádio nesta terça-feira (24) e que o presidente “não tem o menor conhecimento” sobre o novo coronavírus . A declaração foi dada ao jornal Folha de S. Paulo , ao qual ele também disse que achou que o vídeo exibido fosse “uma montagem”.

Em sua mensagem, Bolsonaro voltou a minimizar o risco do vírus, o chamando de “gripezinha” e “resfriadinho”, e atacou medidas adotadas pelos estados de restrição ao funcionamento de atividades econômicas, dizendo que era preciso abandonar a ideia de “terra arrasada”.

Leia também: “Frases de efeito não vão resolver o nosso problema”, diz Maia

“Minha indignação é ele tratar de um assunto do qual ele não tem o menor conhecimento. Não se assessorou de ninguém para produzir um texto tão irresponsável”, afirmou Caiado.

O governador, que é médico, também impôs limitações ao comércio em Goiás para amenizar os efeitos do vírus e criticou o risco econômico como argumento para flexibilizar essas medidas.

Leia Também:  Na ONU, Bolsonaro diz que país é "vítima de desinformação" sobre queimadas

“Ele [Bolsonaro] deve ter sido contaminado por algum empresário que só enxerga cifrão”, disse. “Está mais preocupado com CNPJ do que com CPF.”

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

“Se a mídia está criticando, é porque discurso na ONU foi bom”, diz Bolsonaro

Publicados

em

 

 

source
bolsonaro
Marcos Corrêa/Agência Brasil

Bolsonaro na ONU

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse a apoiadores, nesta terça-feira (22), no Palácio da Alvorada, que “se a mídia está criticando”  seu discurso durante a 75ª Assembleia das Nações Unidas (ONU), é porque “o discurso foi bom”.

No discurso, Bolsonaro disse que o Brasil é “vítima” de uma “campanha brutal de desinformação” sobre a Amazônia e o Pantanal, se referindo aos incêndios florestais que atingem os locais. A crítica velada a imprensa brasileira repercutiu negativamente nos veículos de imprensa.

“Somos vítimas de uma das mais brutais campanhas de desinformação sobre a Amazônia e o Pantanal. A Amazônia brasileira é sabidamente riquíssima”.

E completou: “Isso explica o apoio de instituições internacionais a essa campanha escorada em interesses escusos que se unem a associações brasileiras, aproveitadoras e impatrióticas, com o objetivo de prejudicar o governo e o próprio Brasil”, disse Bolsonaro durante seu discurso”.

Leia Também:  Coronel da Polícia Militar é o novo presidente do ICMBio

Em outro momento, Bolsonaro também se referiu a imprensa com relação à cobertura da pandemia de Covid-19 (Sars-Cov-2).

“Como aconteceu em grande parte do mundo, parcela da imprensa brasileira também politizou o vírus, disseminando o pânico entre a população. Sob o lema “fique em casa” e “a economia a gente vê depois”, quase trouxeram o caos social ao país”, disse o presidente.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA