Arte & Lazer

Cachoeiro: Bienal Rubem Braga 2022 terá participação de autores renomados

Publicados

em

A Bienal Rubem Braga 2022, que será realizada entre os dias 23 e 29 de maio, pela Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, contará com a participação de nomes importantes da literatura brasileira em sua programação on-line.

No dia 24 de maio, Antônio Torres, membro da Academia Brasileira de Letras (ABL), participará da conferência de abertura do evento, que terá como tema “Literatura e as narrativas de vida: governança ambiental e sustentabilidade para um futuro inteligente”. O escritor é famoso por sua trilogia de livros “Essa terra”,  “O cachorro e o lobo”  e “Pelo fundo da agulha”.

Em 25 de maio, a escritora Carolina Munhóz participará de um debate sobre a contribuição da literatura fantástica e suas histórias sobrenaturais na compreensão da violência dos jovens na vida real e virtual. Carolina é autora de dez best-sellers, e ganhou o Prêmio Jovem Brasileiro como “Melhor Escritora”. Com mais de 350 mil livros vendidos, ela mora em Los Angeles, Estados Unidos.

Com sete obras publicadas de poesia e prosa, Micheliny Verunschk também participará da Bienal no dia 25 de maio, e debaterá sobre o meio ambiente como fonte inspiradora para os gêneros literários. Seu primeiro romance, “Nossa Teresa”, foi agraciado com o Programa Petrobrás Cultural e com o Prêmio São Paulo de melhor livro de 2015.

Diretamente da Bélgica, onde reside, atualmente, a escritora Isa Colli estará presente na transmissão virtual no dia 26 de maio, para a mesa: “Literatura de romance e a expectativa de viver outra vida”. Natural de Presidente Kennedy, a autora tem, em sua biografia, 27 títulos infantojuvenis, um romance e um livro de poesia. A obra “Luke, o macaco atleta” recebeu reconhecimento internacional no 1° encontro Latino-americano do Pacto de Milão sobre Política de Alimentação Urbana realizado no ano passado.

Leia Também:  Prefeitura de Cachoeiro recupera mais de R$ 12 milhões com Refis

Também no dia 26 de maio, o escritor, jornalista, compositor e produtor cultural Claufe Rodrigues, do Rio de Janeiro, estará presente na programação virtual para uma conversa sobre o gênero lírico. Com destaque no cenário cultural carioca, tendo participado do grupo “Camaleões”, com Pedro Bial; da GloboNews e do Canal Brasil, Rodrigues já publicou 13 livros e roteirizou diversos programas de televisão.

No dia 27 de maio, último dia de mesas da Bienal, a autora capixaba Roberta Malta marcará presença com um debate sobre a contribuição da literatura infantojuvenil para as crianças e os adolescentes superarem seus medos. Com quatro livros publicados, Roberta é fundadora de uma biblioteca digital de livros para crianças, com foco na mediação de leitura e na valorização da infância.

Fechando a programação de convidados, a mesa “Crônica: a apreciação de um tempo reflexivo entre o cinza e o verde” contará com a participação de Henrique Rodrigues, do Rio de Janeiro, autor de uma série de livros de poemas e romances. Rodrigues possui experiência internacional e já palestrou em universidades e eventos culturais no Reino Unido, França, Portugal, Espanha e Bélgica.

“Planejamos uma programação diversificada, com participantes das mais diversas áreas da literatura brasileira que, com certeza, nos presentearão com debates riquíssimos. Convidamos todos a estarem conosco nas atrações da Bienal Rubem Braga”, destaca a secretária municipal de Cultura e Turismo de Cachoeiro, Fernanda Martins.

A Bienal Rubem Braga 2022 é uma realização da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult) de Cachoeiro. A programação contará com atividades virtuais, como as mesas de debates e lançamento de livros, que poderão ser acompanhados pelo canal oficial da Semcult no YouTube (Semcult Cachoeiro). Além disso, serão realizadas ações em escolas do município, com oficinas, contação de histórias e apresentação de cosplayers.

Leia Também:  Júri de Venda Nova condena homem que provocou acidente bêbado

Confira o cronograma das mesas da Bienal Rubem Braga 2022 (apenas transmissão on-line)

Terça-feira (24 de maio)

— 20h – Conferência de Abertura: “Literatura e as narrativas de vida: governança ambiental e sustentabilidade para um futuro inteligente”

Palestrante: Antonio Torres – ABL – Rio de Janeiro. Mediação: Paula Garruth.

Quarta-feira (25 de maio)

— 9h e 14h – Mesa: “Literatura fantástica x sobrevivência em um mundo real de violência ao próximo”. Palestrante:  Carolina Munhóz – Los Angeles. Mediação: Paula Garruth.

— 19h – Mesa: “O meio ambiente como fonte inspiradora nos gêneros literários”. Palestrante:  Micheliny Verunschk – Pernambuco. Mediação: Roberto de Oliveira.

Quinta-feira (26 de maio)

— 9h e 14h – Mesa: “Literatura de romance e a expectativa de viver outra vida”. Palestrante: Isa Colli – Bélgica. Mediação: Paula Garruth.

— 19h – Mesa: “Gênero lírico: a poesia dos sentimentos que me faz viver a vida que não é minha”. Palestrante: Claufe Rodrigues – Rio de Janeiro. Mediação: Beatriz Fraga.

Sexta-feira (27 de maio)

— 9h e 14h – Mesa: “Literatura infantojuvenil e a contribuição do diálogo da superação”. Palestrante: Roberta Malta – Rio de JaneiroMediação: Paula Garruth.

— 19h – Mesa: “Crônica: a apreciação de um tempo reflexivo entre o cinza e o verde”. Palestrante: Henrique Rodrigues – Rio de Janeiro. Mediação: Poliana Bitencourt.

Convidados da Bienal Rubem Braga 2022

Isa Colli
Carolina Munhóz
Roberta Malta
Claufe Rodrigues
Henrique Rodrigues
Micheliny Verunschk
COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Arte & Lazer

Em Cachoeiro, Projeto Seresta na Praça terá apresentação de chorinho na sexta-feira (20)

Publicados

em

Quem gosta de Pixinguinha, Altamiro Carrilho, Chiquinha Gonzaga e outros grandes nomes da música brasileira não pode perder a segunda apresentação do projeto Seresta na Praça, que acontecerá nesta sexta-feira (20), em Cachoeiro.

Um trio de chorinho, composto por Nei Costa (violão de sete cordas), Renê de Oliveira (cavaco) e Ronaldo Castro (flauta), vai comandar o show, das 19h às 21h, no Circo da Cultura da Praça de Fátima. Organizado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, o evento é gratuito.

“Também apresentaremos canções de Waldir Azevedo, Jacob do Bandolim, Ernesto Nazareth, Joaquim Calado. Nossa expectativa para essa apresentação é fazer com que o público faça uma viagem ao passado, com essa música, genuinamente, brasileira, que teve início por volta de 1870, nascida nas periferias e quintais dos subúrbios do Rio de Janeiro. Convidamos a todos a assistirem”, afirma o flautista Ronaldo Castro.

As apresentações do projeto Seresta na Praça são realizadas, quinzenalmente, às sextas, sempre no mesmo local e horário. Os objetivos da Semcult são os de resgatar a tradição das serestas no município, oferecer entretenimento gratuito de qualidade aos cachoeirenses, além de valorizar e dar visibilidade aos músicos locais.

Leia Também:  Nova empresa de iluminação pública inicia trabalho em Cachoeiro

A primeira apresentação ocorreu no dia 6 de maio, com grupo de seresta liderado pelo músico Edgar Pinheiro. Participam da iniciativa artistas selecionados via edital de credenciamento (Semcult 004/2021).

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA