Economia

Bares e restaurantes de SP estão autorizados a abrir nesta segunda; veja regras

Publicados

em


source
Doria anunciou hoje que bares e restaurantes poderão funcionar até às 17h a partir de segunda-feira (6)
Reprodução/Governo de SP

Doria anunciou hoje que bares e restaurantes poderão funcionar até às 17h a partir de segunda-feira (6)

O governo de São Paulo liberou a reabertura de bares e restaurantes na capital paulista a partir da próxima segunda-feira (6). A retomada deve-se ao avanço da capital paulista à fase amarela do  Plano São Paulo de retomada econômica e flexibilização das medidas de isolamento social.

Os estabelecimentos terão que seguir alguns protocolos definidos pela gestão e pelo centro de contingência da  Covid-19  em São Paulo. Entre eles, a redução do horário, que não deve ultrapassar o período de 6 horas e nem funcionar após às 17h, a capacidade reduzida a 40% da lotação máxima e a obrigatoriedade do uso de máscaras. Além disso, serão permitidos apenas os estabelecimentos abertos ou arejados e com a disponibilização obrigatória de assentos.

infográfico do protocolo
Reprodução/ Governo de São Paulo

Bares e restaurantes de São Paulo terão que seguir um protocolo

No Rio de Janeiro, os estabelecimentos foram autorizados a abrir desde ontem (2). No primeiro dia de funcionamento, as ruas do Leblon, na zona sul, ficaram lotadas e o fluxo nos bares foi alto. Boa parte das pessoas não utilizavam máscaras.

Leia Também:  André Brandão tem indicação para comando do BB oficializada pelo Governo

Fase laranja

A secretária de Desenvolvimento Econômico reforçou o novo protocolo para a fase laranja.

infográfico
Reprodução/ Governo de São Paulo

Estabelecimentos podem optar por tempo de funcionamento

“Sobre a fase laranja, o permitido era funcionamento máximo de 4 horas diárias, mas temos uma opção de funcionamento por seis horas, quatro dias na semana, e três dias com o fechamento do funcionamento”, relembrou Patrícia Ellen.


COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Dívidas: lei permite que pequenas empresas renegociem em 12 anos

Publicados

em


source
dinheiro
Pixabay/Reprodução

Veja como aderir ao programa e quitar dívidas da sua pequena ou média empresa

A pandemia da Covid-19 fez com que muitas empresas de pequeno e médio porte parassem suas atividades, transformando suas  dívidas em verdeiras bolas de neve. No entanto, empresários podem renegociar suas dívidas com o governo Federal, já que recentemente foi sancionada a Lei Complementar nº 09 de 2020, que permite o refinanciamento.

De acordo com Aguinaldo Balon, da Balon Advogados, a nova lei estende as empresas sob o regime de tributação Simples Nacional. Neste caso, benefícios como descontos podem chegar até 70% sobre multas, juros e encargos, além de prazo de até 145 meses – aproximadamente 12 anos – para pagamento do débito.

Já as empresas maiores poderão ter desconto de até 50% e prazo de até 84 meses para as dívidas. Com a medida, as micros e pequenas empresas passam a ter direito à transação resolutiva de litígios como forma de regularizarem seus débitos com a União.

Leia Também:  Dívidas: lei permite que pequenas empresas renegociem em 12 anos

“Essa é uma excelente oportunidade para que as pequenas e médias empresas quitem suas dívidas a longo prazo e ganhem fôlego para uma reestruturação comercial; além de manterem a regularidade fiscal e a capacidade de obtenção de novos créditos no mercado”, afirmou Balon.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA