Estado

Bandes integra a Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP)

Publicados

em


O Banco de desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) é o mais novo integrante da ABVCAP (Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital). Como Membro Investidor desta Associação, o banco se consolida na vanguarda dentro das discussões sobre formas de investimento que se enquadram nos conceitos de private equity, ventute capital e seed capital.

A participação do Bandes fortalece sua aproximação com os principais players do mercado da indústria de PE&VC brasileira, como investidores, órgãos reguladores e entidades públicas e privadas que atuam no segmento. De acordo com o gerente de Participações e Investimentos do Bandes, Wagner Rubim Rangel, o banco se estruturou para ser uma instituição de fomento à inovação capixaba.

“Com a participação do Bandes na ABVCAP seremos mais fortes para desempenhar nossa missão de promover o desenvolvimento do Espírito Santo, investindo em longo prazo, integrando mercados e alavancando o crescimento sustentável da economia capixaba”, destaca Wagner Rubim.

O banco de fomento capixaba é pioneiro no Espírito Santo em dar oportunidade de acesso a recursos equity (participação acionária) para companhias de base tecnológica e startups. Atuando como facilitador para o desenvolvimento de negócios dentro do ecossistema de inovação capixaba, o banco dispõe em sua carteira de produtos cinco Fundos de Investimento em Participações (FIPs), além do Epicentro, um hub focado em fomentar o ambiente de inovação no Estado.

Leia Também:  Inclusão de ‘nome fantasia’ em cadastro da Sefaz facilita identificação de empresas

O banco trouxe para o Estado alguns dos principais Fundos de Investimento em Participações (FIPs) do Brasil. Já são quatro disponíveis: Criatec3, Primatec, Seed4Science e Anjo.

Por ser cotista desses fundos, o Bandes abre caminho para que empresas capixabas se candidatem, por meio de processo seletivo. Cada fundo tem uma maneira de escolher suas “investidas” e uma empresa gestora responsável por identificar o potencial de crescimento das empresas candidatas.

O investimento das gestoras dos fundos vai além do suporte econômico, elas participam ativamente na gestão dos negócios, ofertam suporte estratégico e gerencial, oferecem apoio na seleção e formação da equipe, ajudam a definir metas e acompanham os resultados visando à aceleração e consolidação do negócio no mercado. Cada um dos FIPs têm alguns segmentos de atuação pré-definidos e uma empresa gestora que é responsável pela seleção.

Entenda o conceito:

Venture Capital é uma modalidade investimento focada em empresas emergentes. De forma geral, são empresas com um menor porte de faturamento (alguns fundos consideram até empresas em estágio pré-operacional), mas com grande potencial de crescimento.

Leia Também:  Governo autoriza volta às aulas presenciais para escolas localizadas nos municípios de risco alto

Private Equity é uma modalidade de investimento que tem como foco empresas já consolidadas. Geralmente, são investimentos que também buscam acelerar o crescimento das empresas investidas que estão em um estágio de maturação mais avançado do que investimentos de VC.

Informações sobre linhas de financiamento:
www.bandes.com.br
[email protected]

Informações à imprensa:
Gerência de Comunicação Institucional do Bandes
Bárbara Deps Bonato / Wilson Igreja Campos
(27) 99774-4428/ 3331-4424
[email protected]

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Espírito Santo recebe 23.400 doses da vacina Pfizer nesta segunda-feira (10)

Publicados

em


O Espírito Santo recebe, nesta segunda-feira (10), 23.400 doses da vacina Pfizer/BioNTech para a Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19. Os imunizantes fazem parte da 20ª pauta de distribuição e serão destinados à Capital, Vitória, segundo estratégia do Ministério da Saúde.

A previsão é que as doses cheguem ao Estado no início da noite desta segunda-feira (10). Elas serão encaminhadas à Central Estadual de Rede de Frio da Secretaria da Saúde (Sesa) para cadastramento.

Devido às especificidades de armazenamento, as doses ficarão acondicionadas em duas câmaras refrigeradas, com temperatura a -20ºC na Rede de Frio, de onde a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) fará a retirada para os pontos estratégicos de vacinação ao longo da semana. As doses serão destinadas ao público de comorbidades, gestantes e puérperas e pessoas com deficiência permanente com BPC.

Doses destinadas a Vitória

Com a incorporação no Sistema Único de Saúde das doses da Pfizer/BioNTech, o Ministério da Saúde determinou que sua distribuição seja feita às capitais brasileiras, como forma de se evitar desperdício devido às suas particularidades de armazenamento e preparo.

Leia Também:  Restauro do Santuário Nacional de São José de Anchieta deve ser finalizado este ano

Assim, a cidade de Vitória recebe a vacina da Pfizer para compor sua proporcionalidade de doses e, caso seja necessário, a Capital receberá também complementação das doses da Coronavac (Sinovac/Butantan) e da Covishield (Oxford/Fiocruz), para chegar ao número de doses que o município faz jus a cada remessa semanal enviada pelo Programa Nacional de Imunização.

Assim como os imunizantes Coronavac e Covishield, o esquema completo da vacina Pfizer é de duas doses, entretanto com intervalo de 84 dias, entre as aplicações, segundo a orientação técnica do órgão federal.

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sesa
SyriaLuppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes
[email protected]

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA