Mulher

As principais tendências outono/inverno 2021

Publicados

em


source
Confira as principais tendências para a estação
Larissa Silva

Confira as principais tendências para a estação




Os últimos acontecimentos mundiais fizeram com que o mundo da moda precisasse se reinventar em diversos aspectos. O distanciamento social, home office , a busca por conforto e equilíbrio emocional tem feito muitos estilistas de grandes grifes trazerem  para as temporadas reflexões importantes e necessárias para a humanidade.

Tramas naturais, texturas macias – como o crochê e tricô – roupas com estética moderna porém confortáveis ganharam os desfiles das principais etiquetas das semanas de moda mundo afora. Selecionamos 4 tendências outono/inverno que serão apostas certeiras para os próximos meses, confira.

Cardigan da vovó 

Nas últimas temporadas os trabalhos feitos a mão (que são passados de gerações para gerações) vêm sendo cada vez mais valorizados, e desta vez no inverno 2021 é a ascensão dos tricôs e crochês. A estética aparece em inúmeras peças, mas nossa aposta é nos cardigans da vovó. Seja nos tamanhos  oversized ou croppeds – que são coloridos desde os tons terrosos até os coloridos – todos os estilos podem aderir a trend em homenagens as nossas matriarcas. 

Para criar uma produção moderna, aposte na calça de alfaiataria bege e o cardigan oversized azul, nos pés o All Star branco traz o conforto necessário ao visual. Para um toque fashionista invista no óculos de sol gatinho e claro na queridinha bolsa baguette. 

Calça wide leg jeans

Indo na contramão das modelagens mais justas como a skinny, a calça wide leg jeans é a nova sensação entre as it girls. Como falamos anteriormente, a busca por conforto com toque moderno é o grande mainstream das tendências outono/inverno 2021. A modelagem da calça é ampla – lembra a pantalona dos anos 70 -, porém com o corte mais reto.

Você viu?

Como a calça é mais larga, a dica para não errar no look é sempre combinar com a parte de cima mais ajustada, como os cropped, para assim ter uma harmonia visual. Use a wide leg jeans com cropped de mangas bufantes, finalize com a mule e acessórios dourados para um toque glow no visual. 

Blazer cropped

O blazer na modelagem cropped, é uma versão que não vemos todos os dias. A inspiração dos anos 2000 segue firme e forte nesta estação e o comprimento encurtado quebra a seriedade do blazer, sendo ideal para propostas descoladas.

Para um visual com uma pegada mais chique e ao mesmo tempo moderna e despretensiosa, invista nos tons terrosos com uma t-shirt bege e a calça de alfaiataria caramelo. O visual quebra o ar básico e ganha um toque refinado de estilo com blazer cropped branco com listras finas e botão de pérolas. 

Lenços

A estética dos anos 2000 – que também foi inspirada pelos anos 70 – volta à cena fashion em 2021 com força total. Por conta do distanciamento social, a saída de muitas pessoas é socializar com os amigos e familiares através de videochamadas. Assim, acessórios de cabelo como os  lenços e bandanas e também  brincos e colares ganharam um impulso nos últimos tempos, tornando- se os protagonistas do look. 

Os lenços, além de transformar qualquer visual básico em produções estilosas, são extremamente versáteis, podendo ser usados de inúmeras maneiras como: blusas, no cabelo como bandadas, no rabo de cavalo , no pescoço ou como cinto. Para usar sem erro, o truque é apostar em um look básico, com jeans e camiseta, deixando o foco do visual nas estampas dos lenços. 

Vale lembrar que estamos em mais um inverno pandêmico com muitos desafios e é preciso continuar seguindo todos os protocolos da OMS. As inspirações tão amadas dos anos 2000, com a necessidade de peças casuais e estilosas fez com que a moda se tornasse mais do que nunca uma fuga da realidade, trazendo uma visão otimista, divertida e cheia de cores e diversão para a sociedade. Qual é a sua peça favorita das tendências outono/inverno 202 1? Nós diga nos comentários!

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  5 vezes em que Stormi Webster roubou a cena!
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mulher

77% das mulheres sofrem alteração na menstruação durante a pandemia

Publicados

em


source
77% das mulheres sofrem alteração na menstruação durante a pandemia
Sora Shimazaki

77% das mulheres sofrem alteração na menstruação durante a pandemia











A pandemia do novo coronavírus tem causa diversos impactos na saúde coletiva. Entre eles, está a alteração na saúde íntima das mulheres, como mudanças nos  ciclos menstruais e aumento dos sintomas da TPM.

Desde o começo da pandemia, um grupo de pesquisadores da  Universidade Federal de Lavras (UFLA) analisou os impactos da pandemia de covid-19, no Brasil, sobre a saúde mental  e o ciclo menstrual de mulheres em fase reprodutiva. Os resultados mostram que 97% das mulheres relataram o surgimento de novos sintomas relacionados à saúde mental e/ou alterações em seus ciclos menstruais (77%). 

As mudanças mais citadas foram: alteração no número de dias do ciclo menstrual, número de dias de menstruação, fluxo menstrual, coloração e odor da menstruação, além de apresentarem escapes menstruais (sangramentos fora de época). Além disso, muitas também relataram mudanças na Tensão Pré-Menstrual (TPM) e na libido (que, para a maioria delas, diminuiu).

Leia Também:  Os incríveis significados por trás de 9 animais místicos

“Minha menstruação e TPM estão mais intensas”

Clélia Maria de Oliveira e Silva
Arquivo pessoal

Clélia Maria de Oliveira e Silva

A cientista social e terapeuta Clélia Maria de Oliveira e Silva (38) relata que sempre teve um ciclo regulado sem o uso de anticoncepcional. “Desde a pandemia muitas coisas mudaram aqui. Percebi uma mudança não só no fluxo, mas toda a TPM, dores e sentir ficaram mais intensas. Sinto que estou mais ansiosa e eufórica”, relata.

Você viu?

“Sempre fui muito regrada e tinha um fluxo leve, que durava dois a três dias. Minha saúde ginecológica era ok. No primeiro ano da pandemia eu engordei muito (10 quilos) e com isso eu comecei a sofrer com desconfortos em geral.

A consultora esotérica Viviane Juruna (38) conta que também está passando por essas alterações. “Tenho candidíase, meu fluxo aumentou e eu nunca sei o dia que vou menstruar”. Ela está aguardando o resultado de exames para averiguar se isso é realmente um reflexo da pandemia ou algo a mais.

Quem também sentiu a TPM bagunçar as emoções foi a terapeuta corporal holística Bruna Gomes Correia (28), que atualmente vive em Portugal. “Eu sinto que ficou muita coisa (para lidar). Eu tenho cólicas fortes todos os meses, já tive três infecções urinárias e candidíase, coisas que não eram um problema antes da pandemia”, desabafa.

Segundo o ginecologista e obstetra César Patez, não é preciso ter tido uma infecção pelo vírus para notar alterações no ciclo menstrual, uma vez que viver durante uma pandemia já é uma experiência estressante e pesada o suficiente. “Sabemos que isso pode afetar negativamente os padrões de menstruação, alterar a duração dos ciclos, provocando uma TPM mais acentuada e menstruações mais dolorosas”, diz.

Ele também aconselha que mulheres com sintomas a mais de três meses devem buscar ajudar profissional. “Caso a mulher apresente um ciclo menstrual alterado por mais de 90 dias, como ciclos muito curtos, muito longos ou sangramento excessivo, procure um ginecologista o mais rápido possível. Investigar os motivos dessa variação é fundamental para iniciar um tratamento desde o início da doença. Assim, sua saúde e fertilidade ficarão seguras”, completa.

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA