Esporte

Após uma sequência invicta de 19 jogos, Chapecoense perde para o Cruzeiro

Publicados

em


A Chapecoense entrou em campo na terça-feira (24), na Arena Condá, para disputar contra o Cruzeiro partida válida pela 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Após uma sequência invicta de 19 jogos, a equipe alviverde conheceu, contra o time celeste, o seu segundo revés na competição e o primeiro na Arena Condá. Apesar do resultado negativo, a Chapecoense segue isolada na liderança, com quatro pontos de vantagem em relação ao segundo colocado.

Mesmo jogando nos seus domínios, a Chapecoense viu o Cruzeiro – que precisava do resultado – criar as melhores oportunidades da primeira etapa. Na pressão da equipe adversária, no entanto, se sobressaiu a qualidade e consistência do arqueiro João Ricardo, que salvou a equipe alviverde em três oportunidades. Primeiro aos 17, após finalização rasteira de Rafael Sobis, aos 18, em cabeceio de Ramon, e aos 32, após chute de Régis.

Na etapa complementar, foi a Chapecoense que criou a primeira grande chance de perigo, quando, aos 12, Paulinho Moccelin se livrou da marcação e cruzou para Anselmo Ramon, que emendou uma bicicleta e obrigou grande defesa de Fábio. Aos 18, em lance polêmico, a arbitragem sinalizou pênalti para o Cruzeiro, mas voltou atrás na sequência após perceber equívoco. Apesar do equilíbrio das ações, a vitória do time mineiro foi consolidada aos 32, em cobrança de falta convertida por Rafael Sobis.

  Operário desperdiça pênauti e perde de 1 a 0 para o Juventude

Leia Também:  Estreia de Edu Gaspar no Corinthians completa 23 anos nesta segunda-feira

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Luxemburgo faz análise do time e incentiva para próxima partida

Publicados

em


Apesar do resultado negativo, o Vasco permaneceu na mesma posição na tabela, com 32 pontos. Vanderlei declarou que a atuação da equipe durante os 90 minutos, não foi convincente. Disse ainda que o maior prejuízo foi ter perdido para um adversário que está lá embaixo na tabela e ressaltou que a equipe terá que buscar esse resultado negativo de alguma forma.

– Era um confronto direto. O prejuízo é que perdemos para um adversário que está lá embaixo na tabela. E com uma vitória hoje avançaríamos para 35 pontos e ficaríamos muito próximos do nosso objetivo inicial. Não tivemos uma atuação convincente. O segundo tempo, com um jogador a menos, a equipe se dedicou, correu bastante, mas não foi o suficiente para conseguirmos o resultado. Mas é uma situação que poderia acontecer. Vamos ter que buscar esse resultado negativo em casa de outra maneira – disse Vanderlei Luxemburgo.

Restando nove partidas para o fim do Campeonato Brasileiro, o Vasco ainda tem seus objetos a cumprir. Vanderlei Luxemburgo tranquilizou a todos dizendo que o resultado da partida não muda em nada a situação da equipe e que todos irão continuar correndo atrás dos seus objetivos.

  Após empate com Bragantino Vasco treina para próximos confrontos

Leia Também:  Estreia de Edu Gaspar no Corinthians completa 23 anos nesta segunda-feira

– Ainda temos nove jogos e essa conta que estamos fazendo é de 12 jogos. Se tivéssemos ganhado hoje, não terminaríamos a competição, nem teríamos ficado na Primeira Divisão. Perdemos hoje e também não muda nada. Nós continuamos correndo atrás da manutenção da equipe na Primeira Divisão.

Confira outros trechos da entrevista:

Expulsão do Henrique

– Eu ainda não vi o take. Preciso ver o take para fazer uma análise e não falar bobagem. Perder um jogador no primeiro tempo é sempre muito ruim. Mas gostaria de dar uma olhada para interpretar. Tem lances que você tem a intenção de dar a cotovelada e tem lances que você não tem, mas acontece, é algo do jogo. Por isso gostaria de dar uma olhada e falar sobre o que aconteceu.

Substituições na partida

– Eu tenho um lateral jogando no meio-campo, que já jogou algumas vezes de lateral-esquerdo. Por que eu vou trocar um jogador ainda no primeiro tempo? E como ele atuou bem na lateral, não teve nenhum problema ali, eu preferi deixar do que fazer a substituição. Depois eu fiz a substituição vendo o que o Coritiba ia fazer.

  Vasco trabalha forte com foco na partida contra o Sport

Leia Também:  Palmeiras realiza últimos ajustes para clássico com o Corinthians

Volta de Benítez

– Ficou claro que ele precisa de mais jogo. Você não tem como levar 15 dias preparando o jogador, porque não dá tempo. Você tem que usar o jogador, como usei. Vamos ver agora na representação para ver como vamos preparar o time para quarta-feira. Vamos ver o que podemos fazer.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA