Economia

Após gastar R$ 2,4 milhões nas férias, Bolsonaro promete: “vai ter mais”

Publicados

em


source
Bolsonaro promete gastar ainda mais em suas férias
O Antagonista

Bolsonaro promete gastar ainda mais em suas férias

Jair Bolsonarodepois de gastar 2,4 milhões de reais em suas férias no interior de São Paulo e em Florianópolis, provocando aglomerações nas praias em plena epidemia, prometeu gastar ainda mais.

Os valores foram divulgados pela própria Presidência, em resposta ao pedido do deputado Elias Vaz (PSB – GO). O deputado protocolou 3 solicitações de acesso à informação até receber retorno da Secretaria-Geral da Presidência da República (SGP).


Ele disse ontem (12) no cercadinho do Palácio da Alvorada :

“A despesa é grande, mas eu vou assim mesmo. ‘Ah, gastou 2 milhões nas férias’. Vai ter mais férias. Vai ser gasto, fique tranquilo.”

Leia mais em O Antagonista

Leia Também:  Petrobras pretende vender campos de gás e acabar com exploração na Bolívia

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Guedes e Pacheco se encontram para discutir reforma tributária

Publicados

em


source
O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) se encontrou com o ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta segunda-feira (10)
Reprodução / Twitter @rpsenador

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) se encontrou com o ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta segunda-feira (10)


O presidente do Senado , Rodrigo Pacheco (DEM-MG), se reuniu com o ministro da Economia, Paulo Guedes , para discutir a reforma tributária nesta segunda-feira (10). Em seu perfil no Twitter, ele disse que a busca pelo “maior equilíbrio fiscal e retomada do crescimento econômico” começa a “ganhar corpo”.

“Encontrei-me, nesta segunda, com o ministro Paulo Guedes para tratarmos dos encaminhamentos dados à reforma tributária, tema que vem ganhando corpo nas discussões do Congresso , no sentido de avançarmos na busca pelo maior equilíbrio fiscal e retomada do crescimento econômico”, tuitou Pacheco.

O líder do Senado e o da Câmara dos Deputados , Arthur Lira (PP-AL), têm divergido sobre o assunto. Em 7 de maio , Pacheco reagiu à decisão de Lira de extinguir a comissão mista da reforma tributária por ter excedido o prazo de sessões.


Você viu?

“A comissão mista fez um trabalho longo de aprofundamento sobre a reforma tributária. É razoável e inteligente darmos oportunidade de concluírem o trabalho, o que se efetiva com a apresentação do parecer pelo deputado Aguinaldo Ribeiro”, publicou o senador mineiro.

Contrapontos

Apesar da crítica de Lira, a sessão foi marcada para a próxima quarta-feira (13), às 10h30. Na ocasião será apresentada uma nova versão do parecer do relator, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), sobre as propostas de emenda à Constituição (PECs) 45 e 110.

Na semana passada, Ribeiro deu um parecer sobre as PECs. A leitura foi ofuscada pela decisão do presidente da Câmara de extinguir a comissão especial. Depois disso, foi aberto o prazo para apresentar as emendas ao parecer.

O deputado deve divulgar sugestões serão acatadas no texto “final” a ser enviado às duas Casas na quarta-feira (13).

Lira vem dizendo que a proposta será discutida com Pacheco para decidir em que Casa do Congresso começará a votação.

Ainda assim, ele tem defendido a votação separada do projeto de lei que cria a Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS), proposta pelo governo para unificar só o PIS/Cofins. A PEC junta também IPI, ICMS e ISS.

Leia Também:  Censo 2021: IBGE diz ao STF que pesquisa depende de avanço da vacinação

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA