Saúde

Anvisa recebe pedido de registro para teste de varíola dos macacos

Publicado em

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu o segundo pedido de registro de kit para teste para monkeypox, a varíola dos macacos. O pedido é para o produto Monkeypox Virus Nucleic Acid Detection Kit e foi apresentado pela empresa Comércio e Indústria de Produtos Médico-Hospitalares e Odontológicos Ltda (CPMH).

De acordo com a agência reguladora, o pedido foi solicitado no dia 2 de agosto e já está em análise pela equipe técnica. Anteriormente, a Anvisa já havia o pedido de registro da empresa Biomédica. A solicitação foi analisada e a reguladora emitiu exigência, que é um pedido de informações e dados necessários para a conclusão da análise pela equipe técnica.

O processo do registro envolve avaliar fabricação, confiabilidade dos resultados e efetividade para o diagnóstico.

Diagnóstico

De acordo com a Anvisa, atualmente o diagnóstico da monkeypox no país é feito por meio de ensaios moleculares de PCR com metodologia desenvolvida pelo próprio laboratório de análise clínica, com base em protocolos validados. Essa forma de atuação está regulamentada e é equivalente à aplicada por diferentes países, principalmente quando ocorre epidemia por agentes etiológicos emergentes.

Leia Também:  Covid-19: Rio anuncia quarta dose para quem tem 35 anos ou mais

Situação no país

Segundo dados do Ministério da Saúde, até ontem (5), 2004 casos de varíola dos macacos foram registrados no país. A pasta acompanha outros 1.962 casos. Até o momento, uma morte foi confirmada pela doença, em Minas Gerais. 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou no início da semana  que o Brasil receberá, por intermédio da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), o antiviral Tecovirimat para “reforçar o enfrentamento ao surto” de varíola dos macacos. 

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Saúde

Covid-19 apresenta dados mais baixos dos últimos 60 dias no RJ

Published

on

Os indicadores precoces semanais do Panorama Covid-19, divulgado nesta sexta-feira (19), apresentam tendência de estabilidade no Rio de Janeiro, com os dados mais baixos dos últimos dois meses.

A análise dos dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) indica que os atendimentos de casos de síndrome gripal nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da rede estadual reduziram 2% em relação à semana anterior, configurando a menor média diária dos últimos 60 dias. Na semana de 1 a 7 de agosto, a média diária de atendimentos nas UPAs foi de 163, sendo 52 pediátricos. Já na semana de 8 a 14 de agosto, a média diária foi de 159 atendimentos, sendo 51 pediátricos.

O secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe, confirmou “o melhor cenário dos últimos dois meses, o que se deve muito à vacinação e, por isso, precisamos que a população continue fazendo sua parte, buscando os postos de saúde para completar o esquema vacinal.”

As taxas de positividade de antígeno e RT-PCR mantêm tendência de redução. Entre os dias 8 e 14 de agosto, foram realizados em média 2,9 mil testes de antígeno por dia, sendo a positividade de 5%. Em relação ao RT-PCR, estão sendo analisados em média 280 exames por dia, com positividade de 3%. Na semana anterior, a positividade dos testes de antígeno estava em 7% e a dos exames de RT-PCR, em 5%.

Leia Também:  Estado pagará dívidas parceladamente

Para consultar o número de internações, óbitos e taxa de cobertura vacinal, basta acessar o Painel de Monitoramento da Covid-19.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA