Política Nacional

Anitta declara apoio a Molon: “Lança logo essa candidatura”

Publicado em

Anitta declara apoio a Alessandro Molon
Reprodução/Instagram

Anitta declara apoio a Alessandro Molon

Nesta quarta-feira (3), Anitta anunciou seu apoio à candidatura do deputado Alessandro Molon (PSB) ao Senado pelo Rio de Janeiro. A artista usou seu perfil do Twitter para se manifestar a favor do deputado federal, indo na contramão do desejo do PT fluminense.

A funkeira respondeu uma publicação do parlamentar com bom humor: “Lança logo essa candidatura, homi [sic]”. Na sequência, Molon questionou se ela o apoia para concorrer ao senado. “Pois eu voltei do retiro espiritual achando que já tinha um candidato pra votar… Te esperando”, disse a cantora.

O posicionamento dela ocorre um dia depois do diretório estadual do PT no Rio votar pelo fim da aliança com Marcelo Freixo (PSB), candidato ao governo fluminense. Lideranças não ficaram satisfeitas pelo fato do PSB manter a candidatura de Alessandro , descumprindo um combinado feito pelos dois partidos.

Segundo os petistas, o Partido dos Trabalhadores apoiaria Freixo ao governo e o PSB faria campanha para André Ceciliano (PT) ao Senado. Porém, Molon tem se recusado a deixar a disputa, tendo como justificativa sua segunda colocação nas pesquisas eleitorais, enquanto o presidente da Alerj ocupa a quarta posição. Romário (PL) é quem lidera.

Leia Também:  Ministério Público de SP aprova moção de apoio às urnas eletrônicas

A briga começou em maio, mas muitas negociações ocorreram de lá para cá. Na última semana, o PT do Rio avisou que esperaria mais alguns dias. Caso o deputado seguisse como candidato para ser senador, a sigla iria romper a aliança com o PSB.

Agora não se sabe se o Partido dos Trabalhadores lançará Ceciliano como candidato avulso, não tendo um palanque para governador ou se haverá uma aliança com Rodrigo Neves (PDT).

Além disso, o diretório nacional petista não é favorável ao rompimento com o PSB no Rio. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) já avisou que, independente de qualquer coisa, seu candidato ao governo fluminense é Marcelo Freixo.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Leia Também:  Moraes determina que Silveira volte a usar tornozeleira eletrônica

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política Nacional

Haddad responsabiliza Doria por aproximação entre Alckmin e Lula

Published

on

Fernando Haddad falou sobre a união de Alckmin e Lula
Reprodução/YouTube – 19.08.2022

Fernando Haddad falou sobre a união de Alckmin e Lula

Nesta sexta-feira (19), o candidato ao governo de São Paulo Fernando Haddad (PT) afirmou que as ações de João Doria no PSDB foram responsáveis por fazer com que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador Geraldo Alckmin (PSB) se aproximassem e formassem uma chapa para concorrer à Presidência da República neste ano.

Durante sabatina realizada pelo Estadão, em parceria com a Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), o ex-prefeito da capital paulista que Doria fez enorme esforço para colocar Rodrigo Garcia como o candidato tucano para disputar o Palácio dos Bandeirantes. Desta forma, Alckmin precisou enxerga “uma possibilidade que talvez não estivesse no nosso horizonte”.

“A partir do momento que você coloca um estranho no ninho tucano para impedir a candidatura do Geraldo Alckmin, pelo PSDB, a governador, isso abre uma possibilidade que talvez não estivesse no nosso horizonte. Diante das ameaças à democracia, dois veteranos da política resolvem se unir pela causa talvez mais importante das nossas vidas: a liberdade”, explicou.

Leia Também:  Lula busca aproximação de tucanos ‘notáveis’ como Aloysio Nunes e FHC

Garcia deixou o União Brasil – na ocasião, o partido ainda era chamado de DEM – e se transferiu para o PSDB. Vice de João Doria, o combinado era Rodrigo concorrer ao governo e o empresário disputar à Presidência da República, tornando-se o líder da chamada terceira via, o que acabou não ocorrendo.

Alckmin ficou insatisfeito, deixou a sigla tucana e negociou com o PSB e PSD para ser candidato ao governo paulista. Mas, no fim do ano passado, foi chamado por Lula para fazer parte da sua chapa presidencial, o que se confirmou em maio.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA