Pet

Alimentação vegana para pets precisa de orientação veterinária

Publicado em

Veganos não gostam do rótulo de modismo, mas o veganismo está mais na moda do que nunca, o que faz com que muitos pais de pets pensem em introduzir uma dieta vegana para seus filhotes. 

Cachorros podem comer legumes e verduras
Nataliya Vaitkevich/Pexels

Cachorros podem comer legumes e verduras

Um estudo publicado pela revista Plos One constatou que 35% dos donos de cães e gatos consideram alimentar seus pets com comidas à base de vegetais. E, entre as pessoas que já seguem a dieta vegana, chega a quase 80% o número de tutores que consideram introduzir esse tipo de alimentação para seus animais. 

A fisiologia de cães e gatos, no entanto, bastante diferentes entre si, demanda cuidados nessa reeducação alimentar e monitoramento e orientação médicos são indispensáveis.

Além da proteína, que pode ser mais facilmente suprida, há vitaminas como B12 e A que exigem uma reposição bastante calibrada. O senso comum entre os veterinários costuma ser a suplementação. 

Uma boa alternativa para quem deseja ter mais controle sobre a dieta – e saúde – de seu cão ou gato é aderir a um plano de saúde pet, modalidade de care e wellness em franca ascensão na classe média brasileira.

Leia Também:  Cachorro frequenta bar e faz companhia a clientes na Argentina

O iG Pet Saúde é uma opção que conta com a credibilidade do iG e uma assistência completa, que conta, inclusive, com as consultas de rotina em que a suplementação alimentar pode ser praticada. O plano pode ser mensal ou anual e há mais detalhes aqui .

Fonte: IG PET

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pet

Guia de Raças: conheça o Cesky Terrier, o cachorro raro e com franja

Published

on

O Cesky Terrier é uma raça de cão conhecida por ter uma franja que nasce da testa
Pixabay

O Cesky Terrier é uma raça de cão conhecida por ter uma franja que nasce da testa

A raça Cesky Terrier, também conhecida como Bohemian Terrier, é originária da República Tcheca e é o resultado de um cruzamento entre outras duas raças: um Sealyham Terrier macho e uma Scottish Terrier fêmea.

O objetivo do cruzamento , idealizado pelo geneticista tcheco Frantisek Horak, foi o de criar uma raça de Terrier de caça que tivesse peso leve, membros curtos, que fosse bem pigmentada, com orelhas caídas, além de ser fácil de tratar e de treinar.

A ideia de Horak era criar uma raça que conseguisse caçar verozmente como um verdadeiro terrier, mas também trabalhar em matilhas como cães de caça de porte maior  e, ao mesmo tempo, ser gentil e obediente em casa, como os retrievers .

Para atingir a pelugem específica , há alguns historiadores que afirmam que o geneticista utilizou também as raças  Dandie Dinmont Terrier e Dachshund de pelo duro.

A pelagem fina e sedosa vem em vários tons de cinza, incluindo uma platina deslumbrante. Pelos faciais ondulados dão a Ceskys um visual esportivo e continental, e o pescoço médio-longo dá uma pitada de elegância a esses terriers. Os machos costumam medir 29 cm e as fêmas 27 cm.

Leia Também:  Guia de Raças: conheça o Biewer Terrier, um 'mini Yorkshire' colorido

Os Ceskys foram reconhecidos oficialmente pela Federação Cinológica Internacional em 1963 e importados pela primeira vez para os Estados Unidos no final de 1980. A raça foi admitida no American Kennel Club (AKC) – um dos maiores clubes de registro genealógico de cães de raça pura do mundo – em 2011. 

A personalidade do Cesky Terrier

O Cesky Terrier é um companheiro inteligente que gosta de brincadeiras, além de ser aventureiro. É ótima companhia para as crianças e também de caminhada. Eles são tenazes, mas um pouco mais descontraídos e dóceis do que o terrier padrão.

Embora a raça seja determinada e guiada pelo instinto de caça às presas, ela tem um comportamento mais maduro do que um terrier típico.

São desconfiados com estranhos e protetores com os entes queridos, o que os tornam bons  cães de guarda , o que é facilitado com a capacidade ágil que eles têm de treinamento e a vontade natural de querer agradar.

O grande problema é que eles são uma uma raça escassa, que conta com cerca de 600 animais vivendo nos Estados Unidos, de acordo com o American Kennel Club. 

Cuidados básicos com a higiene

Aparar o pelo de um Cesky Terrier exige um tosador profissional de confiança pelo fato da raça ser escassa e muitos especialistas em tosa nem sequer terem visto um na vida.

Leia Também:  Cachorro encanta com estilo único de brincadeiras em shopping no Chile

A pelagem da raça não costuma soltar muita sujeira, então é preciso dar banhos regulares. Um ponto de atenção são os pelos nas orelhas, que costumam ser fartos e, por consequência, precisam ser aparados regularmente para evitar  infecção na região.

E é claro, o charme está nos pelos que crescem na região próxima da testa e que dão um ar diferenciado para a raça com uma franja única. Contudo, é importante prestar atenção se esse pelo não vai atrapalhar a visão do animal ou incomodar os olhos.

Cuidados básicos com a saúde

Esta raça apresenta alguns problemas genéticos devido ao cruzamento que a deu origem, como joelhos escorregadios, problemas cardíacos, atrofia progressiva da retina e catarata.

Muitos sofrem também com um problema neurológico conhecido como Scotty Cramp, um distúrbio que faz com que o cão tenha espasmos, afetando seu movimento, mas que não representa risco de vida.

Para garantir que o seu pet terá toda a ajuda sempre que precisar, o iG Pet Saúde conta com planos que incluem visitas de rotina, internações, cirurgias, aplicações de vacinas e muito mais.  Conheça todas a vantagens de se ter um plano de saúde pensado especialmente para deixar o seu pet feliz!

Acompanhe o Canal do Pet  e os maiores destaques do  Portal iG no Telegram!

Fonte: IG PET

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA