Política Nacional

Aliados de Tebet dizem que vice será ‘100% do PSDB’

Publicados

em

 

source
Simone Tebet
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Simone Tebet

Com a retirada da candidatura presidencial de João Doria (PSDB), o MDB agora espera pela definição da cúpula tucana sobre quem será o pré-candidato a vice da senadora Simone Tebet (MS). Aliados dela dizem que a decisão será “100% do PSDB”. A expectativa é que Araújo tome a decisão junto com a Executiva Nacional.

Interlocutores do presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, afirmam que a vaga está aberta a Doria, mas o ex-governador paulista nega interesse. Depois dele, o nome que desponta como favorito é o do senador Tasso Jereissati (CE). Ele foi um dos maiores defensores da candidatura da emedebista dentro do PSDB e é visto com bons olhos pela campanha da senadora.

Além de ser próximo de Tebet, o senador tem interlocução com importantes empresários brasileiros e influência política no Nordeste porque foi três vezes governador do Ceará. Assim, seria peça complementar à campanha à Presidência.

No início das negociações da chamada “terceira via”, o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), era tido como o vice ideal para Tebet, por reunir qualidades citadas pelo eleitorado em pesquisas internas. Hoje, no entanto, tucanos próximos a Araújo acham improvável que ele volte à disputa.

Leia Também:  Cabo Daciolo vai disputar governo de SP: "Rio fechou portas para mim"

Soraya Thronicke vice de Bivar Após a saída de Doria, Araújo fez um apelo público para que os pré-candidatos Luciano Bivar (União Brasil) e Ciro Gomes (PDT) voltem a debater com MDB e PSDB uma aliança para as eleições de outubro.

No União Brasil, a possibilidade de sentar novamente à mesa com os dois partidos é tida como praticamente impossível. Além disso, o partido nascido da fusão do DEM com o PSL descarta retirar a pré-candidatura de Bivar e caminha para formar uma chapa puro-sangue, com a senadora Soraya Thronicke (MS) como vice.

O presidente do PDT, Carlos Lupi, disse ao GLOBO que está sempre disposto ao “diálogo”, mas lembrou que o partido já fez uma pré-convenção em apoio à candidatura de Ciro.

Simone e Ciro trocaram elogios públicos nas últimas semanas. Mas aliados da senadora dizem que uma aliança dependeria de um acerto entre os dois partidos, o que é considerado difícil, já que o ex-governador do Ceará é crítico do MDB e tem visões econômicas distintas das do partido.

“Depende mais deles do que de nós, pois a candidatura de Ciro está colocada e resiste a todos que já se apresentaram”, disse Ciro.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política Nacional

Garcia afirma que Zeina Latif vai coordenar seu programa de governo

Publicados

em

O governador Rodrigo Garcia, que tenta subir nas pesquisas eleitorais
Reprodução/Governo de SP

O governador Rodrigo Garcia, que tenta subir nas pesquisas eleitorais

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), afirmou que a sua secretária de Desenvolvimento Econômico, a economista Zeina Latif, será a coordenadora do seu programa de governo na campanha pela reeleição ao Palácio dos Bandeirantes em 2022.

A afirmação foi feita em entrevista ao vivo para o programa Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira, 4. No mesmo bloco da atração, Garcia foi questionado por suas ações para combater a desigualdade de gênero. Como resposta, ressaltou as mulheres que nomeou para cargos de chefia. 

Segundo o governador, mais de 60% dos cargos de chefia do governo de São Paulo são de mulheres atualmente. Garcia ainda afirmou que gostaria de ter uma mulher como vice em sua chapa. “Isso chega a ser um sonho, que vai ser adaptado aos partidos políticos”, disse.

Apesar do discurso, ao ser questionado sobre o direito das mulheres na questão do aborto, Garcia disse ser a favor da legislação atual e fugiu das perguntas mais incisivas, evitando se colocar contra ou a favor a interrupção de gestações por escolha da mulher.

Leia Também:  Governo do Estado lança a Plataforma Midiateca Capixaba 

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA