Política

Ales recebe 300 cestas básicas em 1º dia de campanha

Publicados

em


Um dia após o lançamento da campanha “A Fome não Espera”, a Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) já recebeu uma importante doação de 300 cestas básicas. A oferta do grupo empresarial Buaiz foi entregue pela Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) nesta quinta-feira (8), na sede do Legislativo estadual.

A presidente da Findes, Cris Samorini, acredita que a indústria capixaba pode ser uma forte aliada nessa batalha. “A força da indústria capixaba pode fazer toda a diferença. Foi por isso que a Findes reativou o movimento Indústria do Bem. Seja com a doação de equipamentos para a área da saúde, produtos de higiene ou com alimentos, nós podemos sim ajudar a população a passar por esse momento tão crítico da pandemia”, afirmou.

A gestora entende que parcerias entre as iniciativas pública e privada podem fazer a diferença nos momentos de crise. “Acredito ainda que é o trabalho conjunto, entre o setor privado e o poder público, que vai salvar vidas e ajudar as pessoas que mais precisam do nosso apoio neste momento”, finalizou.  

Leia Também:  Espírito Santo tem nova rota turística no sul

Como doar

A campanha “A Fome não Espera!” foi anunciada na sessão ordinária virtual da última quarta-feira (7) pelo presidente Erick Musso (Republicanos) e tem o objetivo de arrecadar donativos para famílias em situação de vulnerabilidade, especialmente por causa da pandemia do novo coronavírus.

Alimentos não perecíveis e itens de higiene podem ser entregues no ponto de coleta, uma tenda organizada em frente ao prédio do Legislativo, na Enseada do Suá. A arrecadação vai até o dia 16 de abril, com a participação de voluntários, das 8 às 17 horas. A orientação é que quem puder e quiser doar vá até o local usando máscara de proteção e atento aos cuidados de manter o distanciamento social. A campanha é uma iniciativa da Ales em parceria com a Federação das Fundações e Associações do Espírito Santo (Fundaes), encarregada de repassar as doações a instituições capixabas.

Entidades beneficiadas

As seguintes entidades estão listadas, até o momento, para receber doações: Instituto Abequar (Linhares); Instituto João XXIII (Vitória); Fundação Carmem Lúcia (Vila Velha); Associação Recreativa e Cultural Mocidade Unida da Glória – MUG (Vila Velha); Serviço de Engajamento Comunitário – Secri (Vitória); Associação dos Amigos dos Autistas – Amaes (Vitória); Rochativa (Cachoeiro de Itapemirim); Fundação Beneficente Praia do Canto (Vitória); Ateliê das Ideias (Vitória); e Associação Amigos da Justiça (Aracruz, Ibiraçu, João Neiva e Serra).

Leia Também:  Iriny quer garantir moradia na pandemia

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Espírito Santo tem nova rota turística no sul

Publicados

em

 

A Rota do Frade e a Freira é a mais nova iniciativa para impulsionar o turismo no Espírito Santo. O novo circuito foi criado pela Lei 11.254/2021, publicada nesta quinta-feira (16), no Diário Oficial do Estado. De autoria do deputado Dr. Emílio Mameri (PSDB), a rota vai contemplar os municípios de Cachoeiro de Itapemirim, Novo do Sul e Vargem Alta, no sul do estado.

A ideia, segundo Mameri, é promover o desenvolvimento sustentável e o potencial turístico da região, realizando eventos para gerar visibilidade aos municípios, aumentar o fluxo de turistas e possibilitar novas fontes de emprego e renda.

Natural da região – o parlamentar nasceu em Cachoeiro de Itapemirim -, Mameri ressalta o potencial turístico do local e explica que a proposta é formar uma órbita de aproximadamente 17 km ao redor do monumento natural que dá nome à rota: “Atingiria os quatro municípios passando pelas comunidades Itapecoá, Santa Maria, São Manoel do Frade, Poço Dantas, Sucego e Frade (…). Dentro da rota também estariam compreendidas as duas estradas que dão acesso às trilhas que levam ao topo do monumento natural e que necessitam de melhorias”.

Leia Também:  Matéria reserva assento para aluno autista

O Frade e A Freira

Com 683 metros de altitude, uma formação granítica que mostra as silhuetas de um frade e de uma freira chama a atenção de quem trafega na BR-101 sul. O monumento natural O Frade e A Freira está situado na divisa dos municípios de Itapemirim e Vargem Alta. Em 1986, a região foi considerada Patrimônio Natural Cultural pelo Conselho Estadual de Cultura. Conta a lenda que um frade e uma freira se apaixonaram e, diante da impossibilidade de viverem esse amor, foram transformados em montanha por Deus para que permanecessem juntos.

A Lei 11.254/2021 é oriunda do Projeto de Lei (PL) 46/2021, que tramitou na Assembleia Legislativa em urgência e foi aprovado no último dia 22 de março.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA