Economia

Ainda é possível sacar FGTS extraordinário e PIS/Pasep 2019 e 2020

Publicados

em

Ainda é possível sacar FGTS extraordinário e PIS/Pasep 2019 e 2020
Felipe Moreno

Ainda é possível sacar FGTS extraordinário e PIS/Pasep 2019 e 2020

Ainda é possível sacar o dinheiro do PIS/Pasep ano-base 2019 ou 2020 e do FGTS extraordinário. No caso do FGTS, o prazo vai até o dia 15 de dezembro. Os valores foram depositados de forma automática na conta do trabalhador. Já o PIS/Pasep ano-base 2019 ou ano-base 2020 pode ser retirado até 29 de dezembro.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

PIS/Pasep

Têm direito ao abono salarial quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, recebeu em média até dois salários mínimos por mês com carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante pelo menos 30 dias no ano-calendário.

O PIS é destinado aos trabalhadores da iniciativa privada e é pago pela Caixa Econômica Federal. Já o Pasep é pago a servidores públicos por meio do Banco do Brasil.

O prazo inicial para sacar o PIS/Pasep ano-base 2019 era de julho de 2019 a junho de 2020. Mas, desde o início do ano, os esquecidos receberam uma nova chance para resgatar o dinheiro.

Para isso, é necessário comparecer a uma das unidades regionais do Ministério da Economia, com um documento com foto em mãos, ou enviar um e-mail para  [email protected],  colocando no lugar de “uf” a sigla do estado em que reside.

Leia Também:  Bolsonaro usa R$ 123,7 bilhões do FGTS para turbinar economia

O valor do abono salarial de 2019 ficou de R$ 92 a R$ 1.100, de acordo com a quantidade de meses trabalhados.

Já o PIS/Pasep ano-base 2020 foi liberado entre fevereiro e março deste ano, de acordo com o mês de nascimento do trabalhador.

Com o aumento do salário mínimo em 1º de janeiro, o valor do benefício ficou entre R$ 101 e R$ 1.212, também de acordo com a quantidade de meses trabalhados.

FGTS

Neste ano, o governo federal liberou o saque extraordinário de até R$ 1 mil do FGTS. Os valores foram depositados de acordo com a data de nascimento do trabalhador. O último lote saiu em junho, para os nascidos em dezembro.

Qualquer pessoa que tiver conta vinculada do FGTS, ativa ou inativa, pode sacar o dinheiro até 15 de dezembro.

O depósito foi feito de forma automática pela Caixa. O trabalhador pode consultar se recebeu usando o aplicativo FGTS, disponível para aparelhos Android e iOS. Caso não tenha recebido, é possível solicitá-lo também pelo app. 

Já o saque-aniversário do FGTS está disponível para os trabalhadores nascidos em maio, junho e julho. Quem adere a essa modalidade consegue resgatar uma parcela do saldo das contas ativas e inativas anualmente, durante o mês do aniversário.

Os cidadãos podem solicitar o saque-aniversário do FGTS usando:

  • o site do FGTS;
  • o aplicativo do FGTS;
  • o Internet Banking CAIXA;
  • o app CAIXA Tem.

O prazo para optar por essa modalidade vai até o último dia do mês de nascimento do trabalhador. O dinheiro fica disponível para retirada por três meses.

Nesse caso, é possível sacar um percentual do saldo do FGTS, acrescido de uma parcela adicional, conforme tabela abaixo:

VALOR DO SALDO QUANTO PODE SER SACADO PARCELA ADICIONAL
Até R$ 500 50%
De R$ 500,01 até R$ 1.000,00 40% R$ 50,00
De R$ 1.000,01 até R$ 5.000,00 30% R$ 150,00
De R$ 5.000,01 até R$ 10.000,00 20% R$ 650,00
De R$ 10.000,01 até R$ 15.000,00 15% R$ 1.150,00
De R$ 15.000,01 até R$ 20.000,00 10% R$ 1.900,00
Acima de R$ 20.000,01 5% R$ 2.900,00

Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Economia

Bolsonaro vai à Febraban apresentar medidas econômicas da campanha

Publicados

em

Jair Bolsonaro e Paulo Guedes devem explanar propostas econômicas para os próximos anos
Antonio Cruz/Agência Brasil

Jair Bolsonaro e Paulo Guedes devem explanar propostas econômicas para os próximos anos

O presidente Jair Bolsonaro (PL) deve se reunir nesta segunda-feira (8) com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) para discutir proposta econômicas da campanha e o futuro do país. A discussão está marcada para acontecer na sede da federação, em São Paulo (SP).

Entre os temas que devem ser discutidos estão o Pix, Open Banking e empréstimos para beneficiários do Auxílio Brasil. Alguns bancos ainda estão resistentes em oferecer crédito para inscritos no programa por medo de aumento no endividamento das famílias. O Bradesco, por exemplo, já informou que não vai disponibilizar os empréstimos.

Bolsonaro ainda deve apresentar as propostas que estão em seu plano de governo, além de discutir o cenário atual da economia do país. O encontro também contará com a presença do ministro da Economia, Paulo Guedes, que deve esboçar o crescimento econômico do país nos últimos meses.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Esse será o primeiro encontro entre banqueiros e Bolsonaro após críticas feitas pelo presidente à carta escrita por membros da Universidade de São Paulo (USP) em apoio à democracia. A Febraban foi uma das instituições que assinaram o documento.

Segundo Bolsonaro, a carta tem viés político e seguiu as críticas do ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, ao dizer que banqueiros assinaram o texto “pois perderam R$ 40 bilhões com o Pix”.  

A Febraban ainda deve se reunir com os presidenciáveis Lula (PT) e Simone Tebet (MDB) nos próximos dias. Ciro Gomes (PDT) ainda não tem a participação confirmada na reunião. 


Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA