Entretenimento

A Praça É Nossa: gravações são suspensas após caso de Covid-19

Publicados

em


source
Carlos Alberto de Nóbrega
Leonardo Nones/SBT

Carlos Alberto de Nóbrega

Dois dias após a retomada das gravações, o humorístico “A Praça É Nossa” foi paralisado novamente. Um participante testou positivo para a Covid-19 depois que o programa do  SBT voltou a gravar edições inéditas na última terça-feira.

O programa apresentado por  Carlos Alberto de Nóbrega tinha retomado as gravações após ele tomar as duas doses da vacina contra a  Covid-19 e respeitar as medidas de prevenção. A informação é do colunista Flávio Ricco, do R7. O integrante do elenco, que não teve a identidade revelada, manteve contato com parte do elenco da produção durante o primeiro dia de gravação.

Saudades do estúdio 

Em setembro de 2020, do quintal de sua casa,  Carlos Alberto falou sobre ter que ficar afastado dos estúdios do SBT por conta da pandemia do novo coronavírus (Sars-coV-2).

“Fiquei numa tristeza. Voltei para o sitio, estava mal e chorava muito. Até hoje eu faço televisão, estou sofrendo por não ter condições de trabalhar. Mas foi aí que tive a ideia de trazer o programa de volta com as reprises, dando um toque especial com alguma história bacana antes de cada bloco começar”, disse ele em entrevista ao F5.

“Esse banco que eu uso em casa é o primeiro do programa. Ele está aqui porque uma vez houve um problema e achei que eu ia sair do SBT. Aí pus o banco numa Kombi e trouxe para minha casa. Depois ficou tudo bem, mas aí eu não ia devolver o banco. Fizeram outro e ficou assim. Hoje, faço a abertura nesse banco histórico”, completou Carlos Alberto.

Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Datena polemiza ao dizer que “China deixou vazar o vírus”; assista

Publicados

em


source
Datena
Reprodução Band

Datena

José Luiz Datena, apresentador do “Brasil Urgente” , gerou polêmica nesta segunda-feira (10) ao falar sobre as relações entre Brasil e China. O jornalista criticou o fato de o país estar barrando o envio de alguns insumos necessários para a produção da vacina e disse que a nação deveria ter mais responsabilidade, visto que foi supostamente responsável por deixar o novo coronavírus (Sars-coV-2) “escapar” para o mundo. 

“A China deveria ter uma responsabilidade maior sobre liberação de insumos e quebra de batente de vacina, porque o vírus se criou lá e saiu de lá. Então eles devem ter mais responsabilidade. Não tenho nada contra chinês, contra a China, contra a cultura chinesa, não tenho nada com isso, mas esse negócio de ficar segurando vacina, isso é uma sacanagem”, disse Datena no “Brasil Urgente”.

“É porque o Bolsonaro meteu o pau nos caras? O que o brasileiro tem a ver com isso?”, questionou o jornalista. Vale lembrar que Jair Bolsonaro sempre criticou o país oriental, criando mal-estar entre as nações. “A China tem responsabilidade já que deixou escapar o vírus. Devia pensar melhor na questão de quebrar patente, ou, pelo menos, mandar insumo para os outros porque esse vírus escapou de lá”, continuou o jornalista .

Leia Também:  Datena polemiza ao dizer que "China deixou vazar o vírus"; assista

“Eles demoraram demais pra anunciar e a Organização Mundial de Saúde também dormiu no meio do caminho. Então, principalmente a China não tinha que segurar insumo coisa nenhuma. Se o nosso presidente da República mete o pau, que culpa tem a população brasileira disso?”, questionou.

“Isso é uma sacanagem. Até agora eu não ataquei chinês, não ataquei ninguém em relação às vacinas, mas ser contra quebra de patentes e ficar enrolando no envio de insumos pra gente produzir vacina aqui, eles deveriam pensar na responsabilidade, já que o vírus saiu de lá. É o fim do mundo!”, pontuou.

As relações entre China e Brasil estão estremecidas após recentemente o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) insinuar uma “guerra biológica” citando o país asiático. Esta não é a primeira vez que as relações com os chineses é colocada em cheque. Em novembro de 2020, Eduardo Bolsonaro, filho do chefe de estado, acusou o governo chinês de ter um “comportamento perigoso” na pandemia – o que reverberou negativamente no cenário internacional. Assista ao vídeo. Minutagem: 1h13.

Leia Também:  Jennifer Lopez e Ben Affleck viajam juntos após 17 anos separados


Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA