Política Nacional

A dois meses das eleições, Lula repete o mesmo desempenho de 2006

Publicado em

A dois meses da eleição, Lula repete mesmo desempenho de 2006
Mídia NINJA / Flickr – 29.11.2016

A dois meses da eleição, Lula repete mesmo desempenho de 2006

Desde a última vez em que o nome do  ex-presidente Lula esteve nas urnas, 14 anos se passaram. Mas, a dois meses da eleição, o petista tem exatamente a mesma intenção de votos que tinha em 2006, quando foi reeleito presidente no mesmo período. Segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira, Lula tem 47% das intenções de voto , mesmo número que tinha em 8 de agosto de 2006 segundo o instituto.

Até mesmo o cenário dos adversários de Lula em 2022 e 2006 é similar. Neste ano, o atual presidente, Jair Bolsonaro tem 29% e Ciro Gomes é o terceiro colocado, com 8% das intenções de voto . Há 14 anos, o adversário de Lula era o seu atual companheiro de chapa, Geraldo Alckmin. Então pelo PSDB, o tucano tinha 24% das intenções de voto. Na terceira colocação estava Heloísa Helena, do PSOL, com 12% na pesquisa do Datafolha feita em agosto de 2006.

Leia Também:  TSE reforça investimento em segurança para as eleições

As semelhanças, entretanto, não param por aí. Até mesmo dentro dos estratos há semelhanças entre os dois momentos. Um dos maiores grupos do eleitorado, aqueles com renda de até 2 salários mínimos, preferia Lula em 2006 e 2022 praticamente na mesma proporção: neste ano, 54% desse grupo diz que irá votar no presidente . Em 2006, eram 52%.

Naquelas eleições, a disputa foi para o segundo turno. Em fato raro, Alckmin teve menos votos no segundo turno do que no primeiro: 39,9 milhões contra 37,5 milhões, 2,4 milhões a menos.

No estrato mais rico do eleitorado, aquele com renda superior a 10 salários mínimos, a intenção de voto também é praticamente idêntica: Lula tinha 32% em 2006 e tem 33% nesse grupo este ano .

Uma diferença, entretanto, está na proporção entre homens e mulheres que formavam o eleitorado de Lula entre as duas eleições. Em 2006, a maioria dos entrevistados que diziam preferir Lula era de homens: 52% diziam que votariam em Lula, enquanto o petista era o preferido de 43% das mulheres.  Este ano, os dois grupos praticamente se equivalem: Lula tem 48% da intenção de voto dos homens e 46% das mulheres.

Leia Também:  Após críticas, Fábio Faria apaga vídeo de Bolsonaro comendo em barraca

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política Nacional

Márcio França é vaiado em evento na USP

Published

on

Estudantes e militantes lotaram a aula aberta na USP
Letícia Martins – 15.08.2022

Estudantes e militantes lotaram a aula aberta na USP

Nesta segunda-feira (15), o candidato ao Senado Márcio França (PSB) participou de uma aula aberta na USP (Universidade de São Paulo) e foi vaiado pela plateia ao ser apresentado pela organização do evento. A recepção ao ex-governador foi completamente diferente de Eduardo Suplicy e Luiza Erundina, que foram ovacionados pelo público.

Após os discursos iniciais, os apresentadores disseram os nomes de lideranças políticas que estavam presentes no local. Randolfe Rodrigues foi o primeiro a ser citado, sendo aplaudido pelas pessoas presentes. Na sequência, França acabou sendo citado e recebeu vaias.

No entanto, apesar da crítica da plateia, o ex-presidente e candidato à presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o candidato ao governo de São Paulo Fernando Haddad (PT) aplaudiram Márcio. A vice da chapa do petista na corrida para o Palácio dos Bandeirantes, Lúcia França (PSB), também foi mencionada, mas recebeu poucos aplausos.

Erundina e Suplicy estavam no local e tiveram seus nomes citados pelos organizadores. O público foi ao delírio, ovacionando a ex-prefeita de São Paulo e candidata a deputada federal e o vereador e candidato a deputado estadual pelo estado paulista.

Leia Também:  Ministra dá 5 dias para Bolsonaro explicar mudanças no 7 de Setembro

O evento foi promovido para que o Coletivo USP Pela Democracia – formado por professores, estudantes e servidores da Universidade de São Paulo – pudesse demonstrar sua indignação e preocupação com possíveis violações contra a democracia brasileira, além de promover um debate sobre qual a importância das universidades na defesa da liberdade.

A aula ocorreu no vão dos prédios de História e Geografia, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), na Cidade Universitária.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA