Política Nacional

46% dos brasileiros acham que Doria combate a pandemia melhor que Bolsonaro

Publicados

em

 

 

source
Aprovação de Doria é maior que a de Bolsonaro
Reprodução

Aprovação de Doria é maior que a de Bolsonaro

46% dos brasileiros consideram que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), faz mais contra a pandemia de Covid-19 do que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Os dados são do Datafolha, que realizou pesquisa nacional entre os dias 20 e 21 de janeiro.

Do outro lado, 28% dos entrevistados acham que Bolsonaro combateu melhor a pandemia do que Doria; 13% não souberam responder; 11% disseram que nenhum deles se empenhou o suficiente; e 2% acreditam que ambos combateram a crise .

Os dados são homogêneos em todas as regiões do Brasil, mas mudam quando o assunto é o cuidado em relação à pandemia . Tanto os que têm medo do vírus quanto os tomam mais cuidados preferem Doria a Bolsonaro.

Você viu?

Entre os brasileiros que se dizem com “muito medo” do novo coronavírus (Sars-Cov-2), 57% acreditam que Doria fez um trabalho melhor, contra 19% que preferem Bolsonaro. Já entre quem diz não temer a pandemia, 46% acham que o presidente faz um trabalho melhor, contra 24% que apoiam o trabalho do governador .

Leia Também:  Deputado coloca placa 'proibindo' o uso de máscara na porta de sua sala na Alesp

Seguindo a mesma lógica, quem segue uma vida normal durante a pandemia acredita que Bolsonaro age melhor que Doria: 46% contra 28%. Já dentre os isolados, 57% acham que Doria lida melhor com a crise de saúde, contra 22% que seguem apoiando Bolsonaro.

Presidente mal valiado

Em relação à última pesquisa, feita no início de dezembro, cresceu de 42% para 48% o número de brasileiros que acham o desempenho de Bolsonaro ruim ou péssimo no que diz respeito ao combate à pandemia . 26% aprovam o trabalho do presidente em relação ao tema (em dezembro, eram 30%).

Apesar da má avaliação , o presidente não é considerado culpado pelas quase 220 mil mortes de Covid-19 no país por 47% dos brasileiros – em dezembro, eram 52%. 39% acreditam que Bolsonaro é um dos culpados, mas não o principal; 11% apontam ele como o único responsável.

Leia Também:  MP denuncia Kassab por corrupção, lavagem de dinheiro e caixa 2

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

Em uma semana, Bolsonaro nomeia segundo militar para cargo em seu governo

Publicados

em


source
Almirante Rocha, novo secretário de Comunicação Social do governo Bolsonaro
Ministério da Defesa/Divulgação

Almirante Rocha, novo secretário de Comunicação Social do governo Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro deve causar mais uma mudança em seu governo. O almirante Rocha, militar, será o mais novo secretário de Comunicação Social , cargo antes ocupado por Fabio Wajngarten. As informações foram apuradas pelo blog da Andréia Sadi, do G1. 

Rocha é considerado um dos conselheiros mais próximos de Bolsonaro, com suas características em comum, também tem um bom relacionamento com outras áreas do governo, como por exemplo, a ala militar. Já Wajngarten apresentava um perfil mais contrário ao dos militares. Tinha uma relação com críticos de militares, com isso perdeu o apoio dos militares que ocupavam cargos no Palácio do Planalto

A preferência pelo almirante Rocha foi feita pelo ministro Fabio Faria, a quem o almirante será inferior. Há um plano para que Wajngarten ocupe um cargo no  Planalto, pois ele é uma pessoa de confiança do presidente Bolsonaro, porém, segundo auxiliares presidenciais, ele está na pasta errada. 

Com isso, Rocha se torna o segundo militar só nesta semana que foi promovido por Jair Bolsonaro, O general Luna e Silva foi escalado para ser o novo comandante da Petrobras. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA