Economia

13º salário do INSS: veja como se proteger de golpes

Publicados

em


source
INSS antecipou o 13º salário
O Dia

INSS antecipou o 13º salário

O presidente Jair Bolsonaro oficializou a antecipação do 13º salário para cerca de 31 milhões de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O pagamento será feito em duas parcelas , em maio/junho e em junho/julho

Com isso, surgem os golpistas , portanto, é importante estar atento às fraudes mais praticadas por eles para se proteger.  

O mais famoso é o ” falso adiantamento do 13º do INSS”. Os criminosos pedem dados para as vítimas por meio de WhatsApp, além de alguns dados pessoais como o CPF, data de nascimento, número do benefício, e fotos de perfil. Alguns até mesmo fingem que irão adiantar parte do pagamento. 

Não forneça nenhum dado por telefone, o INSS não entra em contato com os segurados por meio do WhatsApp.

Leia Também:  Não é só Bitcoin! Veja as 5 criptomoedas mais promissoras para investir em 2021

Para quem tem alguma ação na justiça contra o Instituto, por causa de atraso , o golpe é diferente. 

Neste caso, o criminoso alega que é necessário pagar uma “taxa” para liberação do dinheiro. Após o pagamento, o criminoso some e as parcelas prometidas nunca são depositadas na conta.

Você viu?

Nesse caso, a recomendação é a mesma, desligue o telefone , o INSS são entra em contato com os segurados desta forma. 

Outro tipo de golpe é o ” dinheiro do consignado “. Em que o criminoso contrata um empréstimo sem autorização da vítima para desconto no seu benefício do INSS. Nessas ocasiões, é importante estar atento ao aplicativo Meu INSS , e consultar todos os extratos. 

Além disso, recomenda-se a abertura de Boletim de Ocorrência, para que golpes futuros sejam evitados. Além de abertura de queixa no Procon do seu estado. 





COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Rede Madero pode fechar após dono minimizar pandemia

Publicados

em


source
Madero
Madero/Divulgação

Madero


A rede de restaurantes Madero do bolsonarista Junior Durski disse, em suas demonstrações financeiras do primeiro trimestre de 2021, que o dinheiro em caixa da empresa não seria suficiente para pagar as dívidas de curto prazo na data de vencimento sem financiamento adicional. 

“Foram dois materiais de resultados publicados pela empresa desde o início da pandemia e auditores da rede levantaram, em ambos, a existência de ‘incerteza relevante’ e ‘significativa’ relacionada com a continuidade da operação”, informa o jornal Valor Econômico.

O informe entregue nesta quinta-feira (24) indica que as lanchonetes podem fechar.


Você viu?

Em março de 2020, no início da pandemia de Covid-19 , o empresário Junior Durski minimizou o potencial letal do coronavírus . Segundo ele, o Estado não deveria parar a economia para frear a disseminação da doença porque “5 ou 7 mil pessoas vão morrer”. 

Leia Também:  Rede Madero pode fechar após dono minimizar pandemia

Veja:


Nesta quinta-feira, o Brasil registrou mais de 507 mil mortes pela Covid-19

No ano passado, a Controladoria Geral da União (CGU)  multou o restaurante em R$ 442 mil por pagar propina em dinheiro e alimentos a funcionários do Ministério da Agricultura. Os funcionários da pasta eram designados para, supostamente, fiscalizar lojas da rede nas cidades de Balsa Nova e Ponta Grossa, no Paraná.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

BLOG DO ILAURO

POLÍTICA

POLÍTICA NACIONAL

ECONOMIA

CIDADES

BLOG DO ILAURO

MAIS LIDAS DA SEMANA